O Homem morre quando deixa de Sonhar!

O homem morre quando deixa de sonhar!
Quando deixa de lado seus objetivos, quando passa a ver a vida como um tédio.
Quando começa a se preocupar mais com o dia de sua morte do que com o seu dia a dia...
Quando não percebe o sorriso doce de uma criança, quando não percebe o canto orquestrado dos pássaros...
O homem morre quando em seu olhar não há mais esperança; quando sua mente se volta apenas para a auto-piedade. Quando seus passos se restringem a comprar um plano funerário...
O homem morre no exato momento em que desiste de lutar... em que se acovarda diante dos obstáculos, sem ao menos tentar!
O homem morre quando esquece quem é!
Morre em dignidade, honradez, seriedade, alegria.
Enterra-se vivo na obscuridade de si mesmo, quando prefere pensar que a morte é a única solução!
Quando não vê a magnitude divina, expressa em cada ponto deste planeta... nas águas cristalinas, no sol aquecedor, nas chuvas refrescantes, nas variedades de cores, formas, sabores.
Apodrece em pensamentos obtusos!
Engana-se! Tortura-se!
O homem morre quando esquece de olhar a vida ao redor de si como um presente... quando não mais percebe que a cada passo uma lição foi aprendida. Que a cada fracasso Deus o confortou de alguma forma.
Quando não consegue encontrar na vida os sinais de Deus!
Quando ao se sentir fraco não mais consegue reerguer-se!
O homem morre!
Morre naufragado em seu egoismo, pessimismo e intolerância!
O homem morre quando abandona a si mesmo à deriva... quando os ventos frios e vorazes da auto-comiseração o devoram na insensatez de sua covardia!
O homem morre quando ao olhar pra si mesmo tudo o que consegue vislumbrar é uma sombra do que um dia foi ou que poderia ter sido.
São os sonhos que movem o homem! São os sonhos que o faz idealizador!
São os sonhos que o homem não realiza que um dia o enterra!
A alma frustrada é que parte, deixando na terra a sensação de que nem por aqui passou!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por Um Fio