sábado, 12 de setembro de 2009

Homens que batem... que queimam!


Cada vez que um homem agride sua mulher, companheira, namorada... na verdade ele está agredindo a si mesmo também. Está perdendo sua cidadania e se tornando um criminoso. Está dizendo em alto e bom som que, não é digno de confiança, que é covarde, que não tem caráter!

O homem que bate, também é o que apanha!

Apanha na alma, na certeza que fica de que não há nada nele que mereça um segundo olhar.

O homem que bate não é racional... não é sequer um homem de verdade!

Aquele que tenta impor seu amor pela força, pelo grito, pela insensatez; nada mais é do que um ser irracional dentro de um corpo masculino.

Que bonito é quando um homem chora, quando demonstra seus sentimentos sem ter vergonha da opinião alheia... quando elogia sua amada sem se importar com o lugar onde está!

O homem pode e deve ser sensível, com alma feminina, sem no entanto perder sua masculinidade ou virilidade...

O homem que sente, não bate!

O homem que chora, não causa dor.

Homem que é HOMEM não bate, conversa!

E não existe a desculpa de que bebeu demais e perdeu a cabeça... pois quem bebe e nunca teve a intenção de agredir, simplesmente vai dormir! A bebida apenas facilita a idéia já cultivada dentro de suas mentes doentes e frustradas!

Mulher não é propriedade; mulher é companheira!

E se por algum motivo a relação não vai bem, que possam seguir seus rumos como seres civilizados! Afinal, vivemos na era da tecnologia, não mais nos tempos das cavernas!

Mulheres, digam não à violência! Denunciem desde a primeira vez.

Não percam tempo achando que poderão mudar as coisas por si mesmas, pois o tempo muitas das vezes é o nosso pior inimigo!Vejam a imagem e digam se este tipo de GENTE pode ser considerado um HOMEM...
Um ser covarde como este que ateou fogo nesta mulher, não pode e não deve ser chamado de homem!
Abaixo a impunidade! Abaixo o silêncio envergonhado de mulheres intimidadas por seres tão ínfimos quanto este camarada!
Este verme, sim pois não vejo outra forma de definí-lo, está foragido e ainda oferece perigo para a vítima... depende de mim, de você, de todos nós que casos assim deixem de existir e façam apenas parte de uma história infeliz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário! Mia Malafaia!