Intrínseco na Alma!

Está aqui, intrínseco em nosso íntimo... pulsante e frenético; o tempo inteiro! 
Podemos dar voltas, percorrer caminhos que nos assustam, que nos modelam, mas permanece aqui... escondido, gritante! 
Salta aos nossos olhos, percorre nossas veias, extrapola em nosso suor... é quase que palpável!
Embora muitas das vezes nem saibamos ao certo do que se trata.
Gira em nossos pensamentos, adormece com nossos afazeres... mas não desaparece!
Fica aqui; como que um bichinho a nos roer; incomodando; cutucando nossas mentes quando menos imaginamos.
Somos impelidos de cá pra lá, de lá pra cá... mas lá está: enraizado!
Percorremos o mundo, conhecemos pessoas, rimos, choramos, levantamos bandeiras que não são nossas, calamos! 
Mas no silêncio de nossas almas, permanece!
É como se quisesse nos dizer a todo momento da nossa relevância, da nossa presença, do sentido que representa a nossa existência.
Arrecadamos riquezas, experiências e vivências... ousamos, omitimos, buscamos! Queremos inegavelmente viver, sentir, expressar. 
Cada um de nós! Cada qual a seu modo, rude ou não!
Desejamos encontrar cedo ou tarde o AMOR... para sorrir com o riso de alguém, para caminhar descalço pela areia da praia, para sentir no peito aquele toque a mais... 
E quem sabe rever a inocência nos olhos de uma criança! Pois o amor nos rejuvenece, nos engrandece e é por ele que estamos aqui e é Ele quem nos move indelevelmente durante toda a nossa passagem terrena!
Somente assim nos remodelamos, nos abstraímos dos medos, da solidão, do mal! Passamos a enxergar a vida como ela é: simples! Sem requintes de glamour, ouro, prata ou diamante... começamos a ver poesia!
Cada um de nós O tem dentro de si! E pode passar o tempo, os anos... pode-se sobrevir tempestades, rugas, dores, calores, prantos que mesmo assim e ainda assim: O exaltamos. Pois o ser humano é essencialmente feito de amor e por ele vive e caminha sobre a Terra! Ardorosamente em busca a cada dia, cada momento, cada respiração!
E o homem que transcende o orgulho, a soberba e a ignorância, é Aquele que dissemina o amor!
O mesmo com que Deus o criou, pois está na sua essência como o fôlego da vida!

Comentários

  1. Não foi a toa que Deus me deu você como mãe... você é maravilhosa! Obrigada por você existir e ser o ser humano que é! Bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário! Mia Malafaia!

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...