LIBERDADE

Melhor do que ver um pássaro voando é poder proporcionar o céu para que ele possa voar!
Deixar que ele tenha a liberdade de escolha de voltar ou não... a liberdade de correr riscos e enfrentar desafios.
Poder repousar em cada galho... sentir a brisa fresca a tocar-lhe a face. E não importa quantas serão as tempestades, pois certamente encontrará abrigo.
Deliberar novos horizontes sempre será a melhor opção.
Somos como pássaros, ávidos para voar... com asas imaginárias prontas para decolar e encontrar o seu caminho.
Gaiolas são prisões que impedem a emoção, a aventura, o desejo... transformam a vida em pequenas janelas de tortura. Gaiolas são barreiras para realizações de sonhos... quem se aprisiona favorece o desejo alheio, sacrifica as suas próprias esperanças, amortece os seus sentidos.
As asas enferrujam e as barreiras ficam insuperáveis...
Torna-se um pássaro cativo de si mesmo, infeliz e acomodado com o pouco que lhe é servido.
Não existe felicidade sem liberdade! Não existe liberdade sem asas para voar!
E mais importante que as asas é o céu de oportunidades que cada um de nós podemos desfrutar.É a alegria de poder alçar voos cada vez mais altos e não ter medo de cair, de ferir as sensíveis asas...
Voar, subir, planar, pousar... ir e vir a qualquer hora e dai? Isto é liberdade! Isto é viver!
Quem se deixa engaiolar, não sabe da vida o sabor, não sabe da vida o calor, sequer sabe a vida contar!
Voar é viver o impossível, revogar o irrevogável, transpor o intransponível, alcançar o inatingível e acima de tudo assumir todos os riscos!

Comentários

  1. Boa noite Sra. Mia, Sempre considerei a libertade o resultado absoluto do respeito a lei. Com respeito a seu tema LIBERTADE, reconheço a logica aplicada por uma mente que curte, se deleita, é feliz é se considera uma alma realizada. Esse é o sentimento que destila de um espirito livre.
    Discupe a pergunta; a Sra. lé e escribe Espanhol??? Forte abaço. Enrique.

    ResponderExcluir
  2. Falando das aves canoras tenho escrito um pouco, parte de isso e referente a minha propria vida.
    Nunca fui sorsal nem existe
    penaje mais bonitinho.
    eu sou passaro corsario
    que não conhece o alpiste.
    Esta parte do poema tem um mensagem, tomara a senhora o interprete.
    Com meus respeitos, abraços.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário! Mia Malafaia!

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Por Um Fio