DIVAGANDO...

Queremos amor, mas pouco damos de nós mesmos. Acomodamo-nos na cruel covardia de somente receber. Somos como gigantes de egoísmo e egocentrismo, exacerbados de autopiedade e comiseração. É mais fácil desejar do que dar de si...
Sonhamos com pares perfeitos, quando nenhum de nós somos e sequer sabemos o significado disto. E se fossemos perfeitos, ainda assim reclamaríamos de tamanha monotonia. Não sabemos o que somos, mas exigimos que outros o sejam... pelo simples fato de que os outros são o " X " da questão.
Nunca admitimos nossos erros e se o cometemos algumas vezes é porque fomos induzidos por alguém; nunca será pelo simples fato de que somos falhos! Jamais seremos postos em " xeque ", pois nunca olhamos diretamente para aquilo que nos incomoda. É mais fácil desculpar nossos deslizes, arrumando para isso falhas alheias do que olhar para si mesmo e reconhecer nossas fraquezas.
Somos seres individualistas... criaturas cheias de defeitos que pensam ser o centro do universo!
Exigimos amor, quando tudo o que temos para dar é muito pouco de si mesmo.
Vivemos a excelência da vida e não a pecebemos, no voo do pássaro, no amanhecer, o sorriso da criança, o ar que respiramos...
Nunca agradecemos! Pois isto seria um insulto para a nossa grandiosa percepção... afinal, quem deveria agradecer a nossa presença por aqui seria DEUS!
Tolos é o que somos!
Meras particulas de poeira que um dia deixará de existir!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...