UMA CHANCE, SEMPRE!

Quando é que nos damos uma chance?
Quando acalentamos a esperança...
Aquela velha e guerreira esperança de que tudo dará certo, mais cedo ou mais tarde, dia menos dia... tudo se resolverá. Não há mal que seja eterno, senão aquele que insistimos em arraigar!
Quando é que nos damos uma chance?
Quando vencemos nossas guerras interiores negativas e boicotadoras, que inflamam nossa auto estima.
Quando acreditamos ser capazes de enfrentar um mundo de obstáculos mesmo quando estamos sós! É na fraqueza que encontramos forças... nas batalhas que vencemos ou perdemos é que encontramos a coragem de seguir em frente.
Em tempos de guerra ou em tempos de paz!
É preciso ser líder! É preciso saber recuar! É preciso ser firme, jamais se omitir!
Olhar para dentro de si mesmo e saber quem é!
Respeitar seus limites, impor limites a si mesmo, crescer!
Sonhar é dar a si mesmo a chance de continuar tentando... mesmo quando tudo parece estar desmoronando e não há onde segurar!
Precisamos buscar dentro de nós a energia que exalta, transcende, resplandece em vitalidade, otimismo e percepção.
Somos únicos, somos semelhança divina... temos que saber o caminho das pedras.
Os rios correm ininterruptamente sempre em direção ao mar... temos que ser constantes!
Podemos alcançar o céu, podemos vencer!
Precisamos acreditar em nós mesmos. Precisamos nos dar mais uma chance, sempre!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Por Um Fio