SENSIBILIDADE!

Independentemente de sermos ou não psicólogos, psiquiatras, psicopedagogos e outros "psicos" afins é necessário termos sensibilidade pra entender o que um abuso sexual pode acarretar na vida de uma criança. É necessário termos um olhar humano para cada caso, visto que embora hajam várias denominações de grau para este tipo de fato; abuso sexual será sempre abuso sexual! Independe se foi apenas uma carícia ou algo mais! Marca do mesmo jeito.
É preciso entender que o ocorido afeta não somente a vítima mas também o meio em que ela convive. É como um rastilho de pólvora, contamina toda a família e muitas das vezes consegue destruir o lar.
Como se relacionar com uma criança que teve sua sexualidade explorada, usurpada, denegrida? Como conversar a respeito? Como restabelecer a confiança?
Para tudo isso é necessário sensibilidade, muito mais do que palavras!
Sensibilidade para entender, para enfrentar e acima de tudo superar.
Traumas assim tendem a acompanhar a vítima por toda a vida... é comum problemas de auto estima baixa, desconfiança, insegurança, depressão.
É importante dizer que a família é uma base de apoio fundamental! Deve-se tratar a base inteira para que todos consigam harmonizar-se e interagir com a nova realidade.
Fingir que nada aconteceu é um erro!
Como vítima de abuso sexual posso dizer que é o pior erro que alguém pode cometer é a omissão!
É preciso restabelecer os laços afetivos o quanto antes.
Uma criança que tem a sua libido aguçada antes do tempo e de forma errônea, tende a desenvolver sentimentos contraditórios.
O acompanhamento psicológico da vítima e seus familiares é algo o qual não se pode deixar de lado.
Não é fácil! Não é uma tarefa de dias e sim de anos... é uma tarefa de amor!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...