Ausência!

De que me servirá o céu se não tenho você para nele brilhar?
De que me vale a vida se você aqui não está?
As ruas são desertas... as tardes são negras...
O sol não me aquece. Você não está aqui!
Lembro-me de mergulhar no calor do abraço,
me afogando em teus lábios como se fossem mel...
De que me servirá a tua ausência?
Apenas para me afogar em tristezas, lágrimas e nada mais.
De que me vale estar aqui, sem você?
Para que tanto sucesso, tanta promessa?
De nada me vale saber do futuro se sem você ele não há!
Sou como estrada esburacada, sem curvas, desalinhada
Que nunca terá fim.
Sou como poste, parado, ao sol, ao frio
nada tem sentido!
E se você não está aqui... de que vale viver?
Não ouço mais o canto dos pássaros
Onde estão as buzinas que o seu riso trazia aos meus ouvidos?
Onde estão meus passos correndo pra te abraçar?
Tudo parece vazio, estranho.
Sinto-me num caos insuportável...
a noite que não passa, a música que toca,
O vento que não traz o seu perfume pra mim...
De que vale viver assim?
Dias e dias sem você...
E olho a fotografia, seu olhar me encarando
as entrelinhas das tuas evasivas
as incongruências das tuas contradições.
Ah! O que eu quero eu não tenho
O que eu tenho, um dia te dei.
Ahh! E esta dor que me acompanha, fiel companheira.
Suportando a tua ausência, numa espera interminável
Como se cada passo lá fora me trouxesse você!
Sinto o coração batendo descompassado
Tolo, inconsequente, louco por ainda permanecer assim
De que me vale tanta dor?
Se ao fim ao menos, você estivesse aqui.
Preencho meus dias de lembranças, numa doce esperança
de que um dia tudo termine.
E quando a noite passa, e mais um dia vem
Sei que nada terminou...
Continuo aqui a sua espera...
pois tudo na vida passa, menos meu amor por você
E tenho medo de não mais estar aqui quando você voltar
pois de tudo que acredito
nunca deixarei de acreditar
que vou estar com você, você e só você!

Comentários

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário! Mia Malafaia!

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...