Sobre Dores!

Existem dores insuperáveis, insuportáveis e dores indomáveis...
Dores que os anos não apagam, por sempre persistirem em existir dentro de nós.
Existem lembranças agradáveis, inesquecíveis, e lembranças recorrentes...
àquelas cuja nossa mente quer apagar mas que vira e mexe insiste em voltar!
Existe de tudo na vida, existe de tudo no mundo.
Existe o inexplicável, inesgotável e até o inexorável.
Que dirá das dores?
São feridas que ousam não querer cicatrizar.
Pois somos traídos pela nossa eterna busca por respostas, muitas vezes inexistentes.
Somos loucos?
Quem saberá...
Mas suponho que sejamos apenas tolos.
Feitos de sonhos e de fantasias...
Pessoas que vêem seus castelos desmoronarem sem nada poder fazer
Pessoas que falham, amam, sentem.
Pessoas que arriscam a felicidade por acreditarem ser real.
Somos constituídos de um mundo fantástico e nos deixamos levar por ele; uns mais cedo; outros mais tarde.
Mas todos, sem excessão; um dia padecem do mesmo mal.
Somos picados pelo desejo de sonhar
O desejo de encontrar Xangri-lá! A cidade da vida eterna! Da felicidade!
O erro consiste no fato de que sempre colocamos a nossa felicidade nas mãos de terceiros, como num contrato de serviço de terceirização.
E o erro é nosso não dos outros...
Afinal, quem pediu?
Existe de tudo na vida... menos garantia de amor eterno ou de que a sua felicidade depende da minha.
As dores existem e persistem em existir, principalmente para quem não consegue dar a si mesmo a chance de recomeçar.
Viver é um contrato de risco e exige muito mais que tudo que os olhos podem ver.
Viver é não ter medo de retroceder, recomeçar, interiorizar...
Como a lagarta que por tempo vive num casulo e depois ressurge bela e faceira... assim deve ser a vida.
Nos altos e baixos que a grande roda da vida oferece, temos que estar aptos às provas e tentações, como bebês famintos prontos a aprender.
São nas dores que reavaliamos os nossos passos. Nas quedas que nos levantamos. Nos sonhos que nos arriscamos. Nas tentativas que as vezes encontramos.
Mas em nenhum momento será no outro que encontraremos aquilo que sempre esteve unicamente em nossas mãos.
A felicidade pertence a quem a tem.
E existem dores, sim. Mas além da dor sempre existirá um reinício!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Por Um Fio