Virar a Página!

Reeditar a vida! Compreender que nada dura para sempre...
Modificar hábitos, esquecer paladares, odores.
Mergulhar em novas propostas, erguer-se!
Começar tudo de novo, de forma diferente... mais experiente!
Talvez mais calejada, quem sabe?!
Talvez menos crédula que antes...
Mas refazer-se!
Imprescindível não fazer!
Dar stop! Delete! Recomeçar!
Virar a página de uma vez, sem medos, sem olhar para trás!
Poder respirar novamente o ar da liberdade física, emocional, espiritual.
Experimentar outros caminhos, talvez não tão doces... talvez mais pedregosos.
Viver!!!
Vivenciar aquilo que não foi possível de outras formas,
Deixar a vida seguir seu fluxo, voar!
Nada permanece; nem a dor é absoluta!
Quero abrir os olhos e ver o brilho cintilante do sol!
Refrescar-me nas águas salgadas do mar...
Embriagar-me nas ondas infinitas de um entardecer!
Saborear a felicidade... onde quer que ela se encontre...
Respirar. Sorrir, gargalhar!
Entender que cada dia é um novo dia
E que podemos fazer escolhas...
Experimentar outros braços, bocas, ou não!
Deixar a alegria penetrar no mais íntimo da alma.
Instalar definitivamente os sonhos possíveis e sonhar os que devem permanecer inacessíveis!
Pois nem todos foram feitos para realização.
Conformar-se com as idas e vindas... deixar de questionar!
Reinventar-se! Recriar!
Poder sentir sem ter vergonha... externar!
Planar por entre montanhas... ser acariciada pelo vento!
E lá, bem ao fundo, aquela canção instrumental para compor a cena!
Virar a página da vida!
Reaprender a viver, mesmo quando a vida não lhe dá muitas opções.
Engolir o orgulho, deixar de lado a solidão...
Não ter pena de mim mesma!
Não desistir frente aos paredões de pedra... escalar.
Dominar o pavor de caminhar sozinha.
Nunca estamos sós!
Desviar-se dos obstáculos, erguer a cabeça...
Pisar com determinação, olhar adiante, portas fechadas ao passado.
Crer que na vida tudo é possível... mesmo o impossível!
Deixar de buscar tanto e deixar-se encontrar!
Mesmo que não seja nada eterno, que seja lindo cada momento.
Pois a vida é etérea, passa num piscar de olhos...
Tem que valer a pena cada riso, cada lágrima, cada tentativa!
As coisas duram o tempo que precisam durar...
E quero que tudo na minha vida dure tempo suficiente para não ter arrependimentos!
Não importam as dores, são parte do pacote...
Penso apenas no som inebriante das risadas, no aconchego, nos sussurros!
Que venham as batalhas, pois quero entrar na guerra!
Por uma nova vida! Por uma nova MIA!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Por Um Fio