A Busca!

Te busquei nas flores coloridas
Nos bares, nas esquinas...
Procurei!
Te busquei nos aromas encantados,
Nas toadas das melodias..
Em tons desafinados!
Te busquei nas pegadas de alguém,
Me perdi, me achei...
Num emaranhado de dias, não sei!
Te busquei em mil notas diferentes
em cada sorriso, teu sorriso estava ausente
Mas busquei...
Vaguei por dias e noites,
Incansável!
Percorri ruelas, alcei voos...
Decifrei mapas, pergaminhos,
Encontrei lágrimas, pisei em espinhos
Mas te busquei!
Busquei em cada alvorada
No constante e ininterrupto caminho das águas...
Escalei montanhas, pisei em folhas
Desci rios, encontrei pessoas...
Te busquei no som eloquente das risadas
o som perfeito da madrugada
Entre buzinas de carros e gritos de gente!
Te busquei nos mais loucos devaneios
Entre solos de guitarra,
Agudos, graves, mudos...
Te busquei de todas as formas e prazeres
Te busquei num mar de opções, só pra mim
Mas não havia o que encontrar...
Pois não se encontra o que não se tem!
Mas busquei!
E em toda busca encontra-se algo...
E em meio as minhas lutas e batalhas
em meio as minhas dúvidas e lástimas
Encontrei!
Vi um ser maravilhoso...
Com cheiro de amor correspondida
Ainda não corrompido
Ao qual a ele me entreguei!
Fim de busca início de jornada...
Eis-me aqui, louca, desvairada
Numa nuvem de amor, aconchegada
Livre, leve, por ti desarraigada!
Sem mais buscar por nada!
Feliz, enfim pois encontrei
Não mais um amor etéreo
Mas a certeza de amor sincero

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...