Vejo o Mal!

Olho ao meu lado e vejo o mal...
Crianças desamparadas, com fome, sem lar
Vejo pessoas drogadas, sem chances de amar!

Olho ao meu redor e vejo o mal...
Pessoas nas ruas, sem casa, sofrendo
Vejo lágrimas, vejo tristezas, ser humano morrendo!

Olho ao meu redor e vejo o mal...
Num olhar perdido no tempo
de alguém que nada vê!
Num olhar perdido no vento
De um tempo que não mais crê!

Sonhos devastados por misérias
Dias de luto ainda vivos
Sonâmbulos zumbis de uma história
que ninguém ousou contar!

Vejo o mal... vejo o mal!
Toda vez que uma criança não sabe ler
Toda vez que um adulto não consegue aprender!

Vejo o mal... vejo o mal!
Sempre que o homem deixa de ser
Aquilo ao que o homem se propôs em dizer!

Todas as vezes em que as crianças mantém seus pés descalços
Todas as vezes em que os adultos induzem com lábios falsos!

Vejo o mal na humanidade,
No passado por lutar por terras
No presente por nada lutar
No futuro de desigualdades
Nos corações que não sabem amar!

Vejo o mal... vejo o mal!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...