Deixe-me Aqui!

Deixe-me aqui...
Perdida em minhas lembranças
Encolhidinha neste canto
Entre minhas recordações...
Sou como um pássaro sem asas,
Buscando voar deste ninho...
Mas, deixe-me aqui!
Quero mergulhar mais uma vez no que lembro de você...
Deixe-me aqui...

Estou perdida nas lembranças
De um dia de alegria...
Onde seus olhos eram reflexo dos meus sonhos
Onde por eles me encontrava.
Perdida em névoas de um tempo
Que ficou esquecido em algum lugar!
Mas, deixe-me aqui...
Quem sabe assim posso reencontrar
A alegria de viver e sonhar
Se os teus olhos eu puder mirar

Sou soldado sem armas
Sou guerreiro sem destino
Uma música em desafino
Corpo sem alma, querendo viver!

Sou gigante de saudades...
Moça triste, sem maldades...
Anjo sem mácula e vaidade!

Perdida em palavras mortas
Em segredos não revelados
Sou só!

Deixe-me aqui!
Encolhidinha  neste canto da vida
Perdida, perdida...
E quem sabe assim eu me encontre?
Nas entrelinhas do que fui um dia
Ou no olhar que por mim você mantinha...
Deixe-me!

Não diga nada
Aprecie o silêncio de nossas almas...
Neste encontro sem corpos
Apenas mantenha o olhar firme
E nunca nos distanciaremos...
Deixe-me aqui...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...