Massa de Manobra!

Cansada dos subornos...
Dinheiro sujo em malas e cuecas
Mensaleiros da desgraça alheia
Politicagens, sacanagens, pulhas da humanidade!

Cansada de gente hipócrita sem moral
Gente sem objetivo,
Sem garra, com gana de usurpar.
Mundo de oportunistas
Chantagistas!

Velhos lobos travestidos de cordeiros
Enganadores da boa fé
E que usam de Deus pra vida ganhar!

Falsos profetas, amantes do bem bom
Falsos e biltres!
Ordinários da ignorância de um povo
Sem rumo, de um povo sem cultura.

Cansada de velhos bordões...
Conversas fiadas...
Camaradas da esbórnia
De um governo vil!

Gente de gravata engomada
Ternos sob medida
Sapatos Armani
Relógios de ouro
Que andam em carros milionários
Que desprezam os que neles confiam

Cansada do ostracismo de um povo
Omisso, oprimido, sem liga
Um povo de desclassificados
Que não vê o que está presente
Que fecha os olhos pra latente desonestidade
De gente sem caráter,
Gente sem caridade...

São "cachoeiras" de imundície
Julgamentos sem validade!

Cansada da farta mediocridade
De um mundo de desiguais
Que não grita, apenas aceita
A dominação dos desleais
Gente pobre de espírito
Gente sem alma
Gente que não tem socorro.

Cansada de gritar ao vento
Palavras que ninguém ouve
Sufocadas no ego das vaidades
Onde cada um busca apenas o que lhe convém!

Povo corrupto!
Povo sem ação!
Dizem que querem o certo
Mas aceitam o errado!
Povo de estirpe duvidosa
De mente tacanha
De índole perniciosa!

Eita massa de manobra!

Usados ao bem querer
De gente sem noção
Que me faz sentir vergonha
Deste Brasil sem correção!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...