O Ipê Amarelo!

Meu ipê amarelo... que saudades!
Do tempo em que eu era criança
E sentada à sua sombra eu sonhava
Com um mundo de fantasias e esperança...

Quando eu fechava meus olhos e vislumbrava
Um horizonte de irrealidades
Onde o mundo era florido, cheio de tons multicoloridos
E nada mais importava!

Saudades de tuas folhas... tuas flores
Tuas sombras, tuas cores...
Amarelo! Amarelo!

Ipê da minha vida
Dias de felicidade
Dias de contos de fadas
De magia, de alegrias!
Dias de domingo,
Tardes ensolaradas...


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...