Rio de Janeiro

Rio de Janeiro pra gringo ver...
Estádio reformado, destruição do elevado...
Recolhimento de drogados!
Obra pra todo lado...
E a saúde do pobre... pobre coitado!

Rsrsrsrsr ria se puder
Da miséria que é!

Olimpíadas, Copa do Mundo
Tirem das ruas os imundos
Pra que o turismo possa passar...
Com seus navios abarrotados
De gringos todos embotados,
Todos encantados com o que os olhos podem ver
É dólar, é Euro... nem pra mim, nem pra você

Num luxo agressor!
Onde somos meros fantoches
Num rolo compressor!

Povo de desqualificados
Que aprendem a submissão
Ficam a beira da mesa
Como escravos
Mendigando o pedaço de pão!

Rsrssrsrsr ria se puder
Da miséria que é!

Rio de Janeiro com BRT
Sem educação de qualidade
Sem sequer dignidade
Onde se possa a vida suster.

Governo xulo de politicagens
Onde médicos faltam plantões
Balas perdidas encontram razões
Para ceifar a vida em frios caixões!

Rio de Janeiro de hipocrisias
De falsos discursos... de heresias
Mulheres nuas, autoridades frias
Lágrimas de pais, soluços de tias

Rsrsrsrsr ria se puder
Do engodo que é!

Político safado de terno e gravata
Posando de bom moço, bonitinho na fita
Povo sendo enganado por simples bravatas
Por querer ter direito a vida!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...