Ensaio Sobre Tragédias...

Novamente as mesmas cenas...
Casas derrubadas, pessoas soterradas,
Vidas ceifadas e ninguém pra responder
As mesmas velhas indagações
que permeiam eu e você...
Onde está o dinheiro que deveria ser usado na prevenção
desta tragédia já anunciada há anos?
Vemos obras para estádios de futebol, vemos obras de novos museus,
vemos o tão falado e aclamado Porto Maravilha, mas não vemos efetivamente
responsabilidade com a vida humana.
Vida esta que vemos estampadas em lágrimas pela mídia... num desespero único
de quem tudo perdeu.
E as imagens dizem tudo!
Rios assoreados pela má educação de um povo que sonha com a Copa do Mundo, mas que
não pensa um futuro mais sólido.
Um povo que se ilude no brilho luxuriante do carnaval, mas que vive de um salário que mais parece pilhéria.
Num País de riquezas mal distribuídas... onde pobre cada vez fica mais pobre!
Corrupção é carro chefe... onde diplomas são comprados nas esquinas, pouco importando se vidas estarão em risco...
Onde médicos fraudam pontos... onde nada é o que parece ser!
E outra vez ouvimos dizer de pessoas desaparecidas, vemos gente chorando e político se fazendo de morto!
Políticos fazendo campanhas descaradamente milionárias fora do tempo e destacando qualidades que na verdade nunca possuíram... enquanto que seres humanos perdem a dignidade, o teto e suas próprias vidas em barreiras que deslizam morro abaixo e rios que inundam ruas acima!
Velhas bandeiras que se erguem pelo poder que corrompe ou pelo poder que tudo revela?
E na disputa acirrada pelos votos, tudo se promete...
Mas talvez a única promessa sensata a fazer seja a mais comprometedora de todas: a responsabilidade!
Sim, de quem é a culpa?
Seria da chuva que caiu torrencialmente e inundou  espaços não permitidos?
Seria sua? Seria minha? Ou seria um conjunto de coisas?
Ninguém quer este fardo para si, mas é fato que permanece aí... a olhos nus!
E talvez hajam outras tragédias e outras vítimas... sim!
Enquanto não houver uma mudança de atitude nesta chamada sociedade!
Enquanto os olhos se anelarem por eventos e não por vidas, tudo que teremos serão as tragédias!
Pequenas, médias ou grandes, todas elas imbuídas de um só sentimento: Revolta!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Por Um Fio