Filhos!

Ter um filho requer planejamento e isto é um fato!
Mas, muito mais que somente isso, requer compromisso, comprometimento.
Ter um filho é saber que está gerando outro ser humano,
Com a densidade emocional de um ser humano...
Com a mesmas complexidades que nós também possuímos.
É pensar que este outro ser, também vai vivenciar experiências
Também vai necessitar de aconchego, de espaço
E por muito tempo será o centro das atenções.
Conceber uma criança é ter em mente que não estará mais sozinho.
Serão noites perdidas de sono, sustos na madrugada
Choros  ininterruptos, pirraças, carinhos...
Filho não tem manual de instrução.
Filho não segue regras...
Aos poucos e no decorrer de uma vida inteira
Estaremos envolvidos pelo cordão umbilical da maternidade.
E filho não é só do pai ou só da mãe...
Filho é de comum acordo!
De ambas responsabilidades...
Não dá pra dividir, nem pra ser negociado!
Faz parte de uma história
É uma história!
Gerar uma criança é ter consciência de que
A nossa vida deixa de ser nossa
E Passa a ser dela!
Perderemos noites, ganharemos olheiras,
Ligaremos várias vezes pra saber onde está
Ficaremos horas aguardando que retorne
Sentaremos para conversar
Ouviremos queixas e desculpas
E até as mentirinhas tolas que sabemos bem como averiguar.
Viveremos seus sonhos como se fossem nossos...
Iremos sorrir e chorar
E nunca sentiremos que a missão está cumprida
Pois a cada etapa, sentiremos que falta algo...
E nem mesmo quando o filho partir
Conseguiremos respirar aliviados
Pois a maternidade quando exercida de fato
Amadurece, mas permanece inalterada em um único sentimento: o AMOR!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...