Repúdio ao Silêncio!

Como militante de Movimentos de Mulheres, venho a público expressar meu repúdio aos 1503 casos de estupro, cometidos somente no Estado do Rio de Janeiro nestes três primeiros meses de 2013.
Em van, ônibus, becos e vielas desta cidade dita "Maravilhosa"; mulheres foram violentadas, humilhadas e viram suas vidas transformarem-se num inferno.
Viram sua dignidade ser ultrajada e seus direitos violados e suprimidos.
Nos casos em que menores foram partícipes, nos resta a indignação e a revolta, por saber que cumprirão medidas sócio-educativas por um período de três anos e logo estarão nas ruas, com  suas fichas criminais abonadas e prontos a cometer novos delitos.
Causa-me não somente indignação, mas também repulsa por nossas Leis beneficiarem tão gentilmente pessoas que deveriam ser punidas.
Vivemos numa sociedade em que o bandido é reverenciado, santificado e até protegido, quando na verdade deveriam receber o quinhão por seus erros.
Bandidos, menores infratores, mas que possuem o direito ao voto já aos dezesseis anos e que por isso entende-se que possuem consciência de seus atos.
Causa-me indignação também o fato de que nenhum Movimento em prol da mulher se manifestou, sequer num ato público como  sequer em manifesto escrito aos nossos governantes...
O silêncio soou-me como um sinal de alerta! Como se nós mulheres estivéssemos concordando... 
Lamentável! Somos a maioria e nos calamos!
Como se isto fizesse parte do cotidiano e que por isso não mais fosse importante protestar.
Pois, EU grito! EU clamo! 
Não penso que este crime deva ser parte do nosso dia a dia... Não quero ler este tipo de notícia como se fosse uma receita qualquer!
Não quero que a próxima vítima seja minha filha, minha neta, minha vizinha, minha amiga ou até uma desconhecida... 
Quero e clamo por justiça! Por Leis eficazes, por sensatez!
Uma Lei que se cumpra de fato, que puna! Não uma  Lei que se possa escarnecer, como é hoje!
A violência à mulher não pode ser banalizada e colocada como parte de uma rotina...
Precisamos educar para combater! Precisamos mobilizar para avançar nas conquistas até aqui adquiridas pelo sangue de muitas mulheres do passado. 
Não podemos regredir!
Não podemos deixar que fatores culturais arcaicos ainda queiram imperar. 
Vivemos em sociedade, espera-se com isso termos civilidade e sermos acima de tudo humanizados.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Por Um Fio