Respostas Divinas!

Com que frequência entendemos as respostas que Deus nos dá?
Pedimos tanto, cobramos tanto... exigimos cada vez mais!
Será que conseguimos perceber que nem tudo aquilo que julgamos ser bom, seria realmente algo benéfico para nossas vidas?
Somos aquilo que vivenciamos...
Somos soma de experiências, de sucessos e fracassos.
E são exatamente estes fracassos que nos permitem amadurecer e compreender que
precisamos ser moldados.
Precisamos compreender que o mundo não gira em torno de nós,
Não somos o centro do universo...
Mas o mesmo universo conspira por nós!
Compreender as respostas ás nossas angústias e ansiedades é uma base para compreendermos a vida!
Tudo caminha na hora certa, no momento apropriado e como tem que ser.
Nascemos nus e sozinhos, mas ao longo do caminho ganhamos parceiros,
Nem sempre serão parcerias de luz, é verdade
Mas serão experiências únicas.
Cada pessoa tem uma lição a aprender e a oferecer á outras...
Não podemos exigir que pensem ou ajam como nós
Nem tão pouco que compreendam o mundo pela forma como o compreendemos
Precisamos ter parcimônia.
Ninguém consegue amadurecer num piscar de olhos...
As respostas não surgem quando delas necessitamos,
Muitas vezes são subentendidas, enigmáticas,
E Deus usa de vários recursos nesta empreitada...
Refletir sobre aquilo que se pede pode ser uma resposta, um achado.
Sabemos pedir? Como pedimos? Temos o merecimento do que pedimos?
Nem sempre merecemos o que tanto desejamos...
Entre querer e merecer temos um tempo de aprendizado.
 E principalmente, agradecemos?
Conseguimos ser humildes para agradecer?
E temos tanto a agradecer todos os dias...
Pela vida, pelo sol, pelo ar, pelos filhos, pela noite, pelos amigos...
Quem de nós pode dizer que não tem o que agradecer?
Se procurarmos, encontraremos sempre algo a dizer a respeito.
Precisamos nos esvaziar do ego, do EU!
Precisamos observar e compreender, silenciar e ouvir!
E as respostas sempre virão, mesmo que não nos agrade, mas serão sempre para o nosso bem.
Não para cumprir apenas o nosso desejo, mas para cumprir aquilo a que Deus nos incumbiu de fazer!
Pois vivemos pela Graça divina e cabe  a ELE o caminho que iremos trilhar
Seja de curvas ou retas, seja de altos ou baixos, com certeza um dia chegaremos ao final!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Por Um Fio