Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2013

Saudade.

Imagem
Saudade não tem tempo...
Chega devagar, vai se instalando
Vai ficando.
Trás consigo cheiros de uma época
Palavras que ecoam
Imagens que retornam
Saudade tem cheiro de terra molhada
O abraço no portão
Tem aromas diferenciados
Tem gosto de paixão.
São pequenos gestos,
Coisas bobas,
Pequenos fraguimentos de lembranças
Momentos que se refazem
Em novas emoções.
Saudade as vezes devasta a alma
Induz ao sofrimento
Mas também refaz os sonhos
Traduz as agonias...
Saudade tem nome, sobrenome
Tem endereço certo.
Não precisa de fotografia
Não precisa de nada concreto.
Saudade não se traduz em uma única palavra
Por ser sentimento.
Saudade se sente.

Uma Troca.

Imagem
Tudo é troca.
Troca de energia, de favores
Troca de palavras, de serviços.
Troca de conhecimento.
Passamos a vida em troca de algo
Da vida eterna
Do status...
Queremos muito e damos tão pouco
A troca nem sempre é igualitária.
Precisamos de amigos, vizinhos
Precisamos desta troca de confiança
De conselhos, de bobagens
De rir e chorar junto.
Somos seres incompletos
Que trocamos sintonias e desacertos
Nossos passos se traduzem em idas e vindas
Começos e fins.
Uma constante reviravolta
Divagações.
Somos seres ímpares
Cheios de certezas e dúvidas
Cheios de sim e de não
Almas que vagueiam num corpo
Que envelhece, que sofre, que sente
Que cala, que grita, que se extingue.
Vida que passa...
Vida que segue...
Mas somos vida em todos os sentidos
Trocamos experiências
Boas e ruins, linda e nem tanto
Mas despedímo-nos daqui
Na doce ilusão da missão cumprida
Sem saber que que até mesmo a morte
É uma troca!

A Vida é Feito Música

Imagem
A vida é feito música... as vezes desafina!
Costuma ser orquestrada por solos, duetos, quartetos,
Sopranos...
Não importa!
O que vale é que dançamos conforme a musicalidade
nos permite.
Seja tango, valsas, baião, seja lá como for a ocasião!
O aroma principal é conforme seguimos os passos
Ora descompassados, ora alinhados
Buscamos o par ideal, a sintonia exata
Os balanços certos de passos incertos
E nunca temos a direção...
Somos empurrados daqui e dali
Numa dança sem ritmo
Mas empolgante e ininterrupta
Onde cada verso que se compõe
É uma mistura de violinos, pianos, tubas
Onde cada componente se expõe.
As estrofes são espontâneas
Cada um tem a sua...
Versos livres, rimados,
Versos de aldravias
Versos não tão versados
Mas que são versos de poesia.
A vida é feito música
Com estilos, modismos, bom gosto
Com notas agudas, graves, líricas
Mas sempre perfumada com lembranças.
Pois para cada momento da vida
Sempre existirá uma melodia
Uma estrofe, uma canção!

Sonhos são Sonhos!

Imagem
Os sonhos são pedacinhos de nós...
As vezes buscamos em lugares errados
Em sonhos alheios...
Mas de certa forma estamos tentando concretizá-los.
Muitos fracassam no meio do caminho
Outros desistem na primeira tentativa
Alguns ainda insistem...
Mas, sonhos são sonhos!
Ou buscamos realizar ou vão nos sufocar!
Ficaremos amargurados
Ficaremos sem direção.
Sonhos são parte de nossa existência
São magias da alma...
É o ponto de partida e alegria da chegada.
Vale rir e chorar por eles...
Vale subir, descer e recomeçar e reaprender.
Vale cada esforço,
Cada pancada, cada vez que tiver que reiniciar!
Pois somos motivados a sonhar,
Seja em fazer sucesso, seja em comprar
Desejamos alcançar a
linha triunfal.
E nestes pedacinhos que são os nossos sonhos
Idealizamos amores, casas, filhos, trabalho, amigos
Viagens, presentes, a vida como um todo.
Pois se os sonhos fazem parte de nós
Viver é um grande sonho!

O que Avilta a Alma

O que sente uma criança que foi violentada?
Posso dizer que o primeiro sentimento é de desespero, depois vem o medo...
Na verdade, são avalanches de sentimentos como: insegurança, desamparo, desconfiança, solidão.
Há que ser entendido que a violência é mais que no físico, é no íntimo, na alma, no mais profundo do ser.
Perde-se um pouco a noção da realidade, do que é certo ou errado.
O mundo parece estranho depois do fato consumado. É como se os olhos dos outros estivessem sobre você mas de forma acusadora. A compaixão é algo que incomoda... faz com que a criança, a grande vítima do fato, passe a sentir-se como um ser de outro planeta.
E existe a curiosidade mórbida daqueles que não sabem como ajudar, mas que querem detalhes de algo que na verdade, a vítima só quer esquecer.
Os sentimentos de uma criança violentada se confundem também com a revolta conforme vão passando os anos, conforme vão se assentando as coisas dentro de si. Ao perceber tudo o que aquilo significa, os sentimentos v…

É Preciso!

Imagem
É preciso coragem pra vencer!
É preciso aprender a dizer não!
Tem que ser forte, tem que ser do cão
Não ter medo, não desanimar!
Mesmo que o mundo pareça desabar...
Pensar na vitória, querer!
Entender que é possível, sim
Não deixar o mal entrar!
Feche as portas.
Abra a sua mente!
Seja mais forte
Mesmo que não sinta...
Vença a si próprio!
Pois somos nosso maior inimigo...
É preciso ver além dos olhos
Além do que se possa vislumbrar
Exercer o dom da perseverança
Ter nos pés a esperança e
No coração a vontade de chegar!
É preciso ter fé!
É preciso lutar!
Não há meio termo
Entre perder ou ganhar!
A vida é um longo caminho
Onde o jogo admite pensar
Mas não tema seguir em frente
Quando o desconhecido apontar
Insista, vá a luta
Na vida ganha
Quem sabe esperar
O momento certo
A hora exata
De baixar a guarda
E o campo avançar!
É preciso ter voz,
É preciso gritar
Dizer ao mundo a que veio
Sem medo de errar!
Caminhe com garra
Não desanime
Chorar é pros fracos
Nós somos guerreiros!
Dinamize suas …

Dentro de Mim...

Imagem
Não quero ouvir, nem falar
Prefiro o silêncio... os dias frios
Prefiro estar em mim!
Quero ouvir o meu pensar!
Desvendar-me em tons de carmim!

Navegar em minhas entranhas
Ser eu mesma, só pra mim
Sem ter que dar ou receber
Quero poder cantar
Sem uma nota entoar
Mas ciente de que canto!

Apreciar a gota da chuva
Sentir-lhe o frescor
Dá-me inteira
Perder-me... sem pressa de reencontro
Quero ficar assim
Suspensa, dentro de mim

Desligar-me do mundo
estando nele...
Rebelar-me, mesmo que silenciosamente
Regojizar-me em delírios
Porque não?
Quero interiorizar-me!
E navegar por mim.

Sem pressa, sem medos
Sem isso ou aquilo
Sem dizer ao que vim
Apenas introspectivamente
estar sozinha, quietinha
Lá dentro de mim!

Saudades...

Imagem
Tenho saudades da vida Da alegria que era andar na chuva Dos dias frios, das sandálias sujas...
Tenho saudades do vinho Que me embriagava em noites sem lua Dos teus braços, das desventuras
Das idas e vindas Minha e tua... Andando descalça No meio da rua.
Ah, vida que passa ligeira
Vida que logo passa

Desconexo

Tenho urgências!
São lágrimas que engasgam no orgulho
São soluços contidos
Tudo fica desordenado
De tempos em tempos
Dentro de mim, por fora
Aqui!

Urge, grita e e se rebela
Dentro da alma
Sufoca e aprisiona
Tudo fica sem sentido
Vai surgindo, espremendo
Meu eu, minha vida
Fica tudo complicado
Fico assim, desmantelado
Sou meio bicho, meio escravo...

Não sei se faz sentido
Nada faz sentido
Mas quero urrar de dor
Quando sorrio!
Quero urrar de dor
Quando estou só!
E estando só me fazem companhia
E eu nem queria
A presença de ninguém.

Estou as voltas de uma confusão
Tudo é torto
dentro de mim, aqui!
Dentro do peito, fora dele
Nos meus pés, na minha frente
E daí?
Quero ser assim... desconexo
Presente!
Com minhas dores, meus humores, pungente!

Ensaio Sobre Posse!

Imagem
Você deixa de ser feliz, no exato momento em que condiciona a sua vida nas mãos de outra pessoa...
Quando passa a depender do outro...
Quando deixa de fazer o que quer por causa de alguém...
Você se castra, você se limita, você se impõe
Você se coloca em situação de fragilidade!
E tudo isso vai acontecendo gradativamente, sem que se dê conta.
O outro toma todos os espaços, todas as lacunas
Vai minando a sua capacidade de raciocinar sozinho
De viver como achar que deve
De sonhar os seus sonhos!
Aos poucos e sorrateiramente, você se coloca como fantoche.
E o seu sorriso passa a ser mecânico,
As suas atitudes passam a ser controladas
E você se sente num redemoinho de sensações que
Você não desejou, mas que são suas!
O outro manipula, o outro persegue, o outro desdenha!
Muitas vezes o outro esquece, ignora!
E você fica condicionado ao humor do outro
Fica preso as vontades alheias
As disposições e imposições!
Você sofre calado, você chora por dentro
Você se desconhece, se desorganiza, se f…

O Grito da Razão!

Imagem
O grito dos manifestantes é o grito de indignação!
É o grito que eu e você guardamos na garganta todos estes anos, pelas injustiças, pelo descaso, pela aflição daqueles que perderam seus entes queridos por balas perdidas, em filas de hospitais, em estupros...
Pelas desigualdades de um País gigantesco e tão rico, mas que ainda tem o seu povo oprimido e sem chances de sobrevivência.
Uma Nação que necessita de "Bolsas" para auxiliar em questões que aviltam a dignidade humana.
Este grito, nada mais é do que o reflexo de uma sociedade espoliada e tratada como massa de manobra.
Menosprezaram a paciência, a boa vontade,  a honra, a ética!
O povo brasileiro precisa muito mais do que Copas do Mundo, Olimpíadas, gritos de gol!
Este grito deixa claro que há urgência em repensar e refazer os passos daqueles que governam.
Não basta prometer, tem que fazer!
Ainda que este grito tenha sido desordenado, devido as muitas reivindicações, nada o invalida.
As questões são recorrentes... saúde, t…

Bolsa Estupro

A indignação não poderia ser maior! Deputados brasileiros aprovaram no Congresso a chamada “Bolsa Estupro”. Isso é mais que um retrocesso, é a expressão da insensibilidade e despreparo de nossos parlamentares. Não posso conceber que numa sociedade dita “civilizada” alguém em sã consciência possa pensar que uma mulher vá se sentir segura depois de algo deste gênero. Isto é institucionalizar o estupro, como se fosse algo a ser aceitável, como se a mulher tivesse que aceitar isto como algo normal e cabível de indenização! Não há dinheiro que apague a dor, a humilhação, a revolta e ainda mais o fato de uma gravidez indesejada vinda de um ato de violência e covardia. Não há dinheiro que possa colocar este ato como algo viável de consenso. O melhor auxílio que se pode dar a uma vítima de violência sexual está no amparo da Lei, com punições verdadeiras, com centros de referências onde se trate do emocional, do jurídico e familiar. Isto é política pública para mulhere…

Pobre Coitado

Vida de pobre é engraçada...
Chega em casa, não tem água
Falta a luz na madrugada
E a marmita cai no chão!

O pobre não tem sossego
Vai pra rua logo cedo
Em busca do seu quinhão!

Recebe o seu salário
Sai feliz e contente
Achando pobre coitado
Que agora pode ser gente
Paga o aluguel, fica sem nada
Com a cara de duro de sempre...

Conta história pro patrão
Mata pai, mãe e até irmão
Quando falta no serviço
Para deus pede perdão
Mas não poderia faltar
Ao churrasco do timão!

É sacana essa vida
De ficar em pé em fila
Pegar ônibus lotado
Sem nenhum lugar sentado
E ter que rir pobre coitado!

Vida de pobre é engraçada
Cheia de vai e vem
Marido que chega em casa atrasado
Leva bola nas costas meu bem!

Atura filho gripado
Atura sogra ranzinza
Atura até o gato
Que fica miando no telhado
Enquanto admira a vizinha...

Eita pobre descabelado
Sem dente e sem retrato
Que burla com ginga o mal trato
E os percalços da vida
Sempre no peito a esperança
De ser sorteado na quina!

Sonha em ser milionário
Andar d…