Ensaio Sobre Posse!

Você deixa de ser feliz, no exato momento em que condiciona a sua vida nas mãos de outra pessoa...
Quando passa a depender do outro...
Quando deixa de fazer o que quer por causa de alguém...
Você se castra, você se limita, você se impõe
Você se coloca em situação de fragilidade!
E tudo isso vai acontecendo gradativamente, sem que se dê conta.
O outro toma todos os espaços, todas as lacunas
Vai minando a sua capacidade de raciocinar sozinho
De viver como achar que deve
De sonhar os seus sonhos!
Aos poucos e sorrateiramente, você se coloca como fantoche.
E o seu sorriso passa a ser mecânico,
As suas atitudes passam a ser controladas
E você se sente num redemoinho de sensações que
Você não desejou, mas que são suas!
O outro manipula, o outro persegue, o outro desdenha!
Muitas vezes o outro esquece, ignora!
E você fica condicionado ao humor do outro
Fica preso as vontades alheias
As disposições e imposições!
Você sofre calado, você chora por dentro
Você se desconhece, se desorganiza, se fere e não grita
Por se sentir parte do outro que na verdade nada possui.
E aos poucos a sua alma envelhece, mesmo que ainda jovem...
Você se sente cansado, agoniado, sem amigos
Pois a sua vida não é mais sua
É do outro!
É o outro quem decide, quem determina!
Isto tem um nome: Possessão!
Sensação de que é domínio de alguém...
E assim o é!
Quebrar este laço é quase uma guerra!
Ao se colocar nas mãos do
outro você está dando carta branca
Você está dizendo que concorda e aceitando tudo que vier!
O amor não é isso.
O amor é antes de tudo e sobretudo: Liberdade!
Poder ir e vir, quando e onde e com quem quiser
Independente de provas contundentes disto ou daquilo!
Amor não exige provas por estar completamente cheio de certezas!
Quem ama não aprisiona, antes liberta
A alma, o corpo, a vida, o ser!
Compartilha  e multiplica, sem fazer conta ou causar divisão!
O outro que domina, não sabe amar
Não sabe o que é respeito!
E se você não souber, será dominado
Por sentimentos defeituosos e deturpados
De algo que chamam amor, mas que na verdade é: Posse!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Por Um Fio