Saudade.

Saudade não tem tempo...
Chega devagar, vai se instalando
Vai ficando.
Trás consigo cheiros de uma época
Palavras que ecoam
Imagens que retornam
Saudade tem cheiro de terra molhada
O abraço no portão
Tem aromas diferenciados
Tem gosto de paixão.
São pequenos gestos,
Coisas bobas,
Pequenos fraguimentos de lembranças
Momentos que se refazem
Em novas emoções.
Saudade as vezes devasta a alma
Induz ao sofrimento
Mas também refaz os sonhos
Traduz as agonias...
Saudade tem nome, sobrenome
Tem endereço certo.
Não precisa de fotografia
Não precisa de nada concreto.
Saudade não se traduz em uma única palavra
Por ser sentimento.
Saudade se sente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...