Cara de Leão na Bienal

Escrever o livro CARA DE LEÃO, foi um desafio.
Relatar os sentimentos de uma vítima, baseada em fatos reais, foi como tocar em feridas antigas.
A história de Alice é uma verdade triste e recorrente na sociedade e ultrapassa os limites da sensatez. Difícil não se indignar com tanto sofrimento.
Num País onde a vítima na maioria dos casos se calam por medo, vergonha, conveniências; expor as agruras de uma menina de doze anos pode ser chocante, mas nada é mais ultrajante do que as violências as quais ela sofre.
A Alice do livro pode ser a Maria, a Joana, a Bia, o João! Pode mudar os nomes, mas as histórias são bem parecidas.
O livro busca alertar.
Sua principal finalidade foi expor os sentimentos de uma vítima. Não tem o objetivo de polemizar com a religião, nem com a sexualidade, mas busca debater os elementos causadores da violação de direitos que ainda hoje, vemos em nosso meio.
No dia 06 de setembro de 2013 as 20:00 no Pavilhão laranja do stand D12 da Passarela Literária da Bienal do Livro do Rio de janeiro ( RIOCENTRO), o Livro CARA DE LEÃO estará à disposição do grande público.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...