Dando a Volta Por Cima!

Sentimento é algo pessoal e intransferível!
Só quem sente é quem sabe!
Não há como dosar.
Na maioria dos casos de abuso sexual, as vítimas se calam!
Talvez seja pela vergonha ou pela cultura ainda existente de que a vítima teve alguma responsabilidade no fato ocorrido ( o que não é verdade), ou ainda, pela vergonha.
A verdade é que muitas se calam por não ter quem as ouça.
Ouvir, sem criticar, ouvir, sem apontar, ouvir, apenas ouvir!
Pois saber ouvir é uma arte...
E falar de abuso sexual é tocar numa ferida que nunca sara.
É expor elementos muito delicados, como a dor de ser apontada pelos amigos, pelos vizinhos, pelos familiares. É expor sentimentos de renúncia, sentimentos de  desconfiança, medo.
Existem sentimentos que permeiam a vida de  uma vítima, um deles é a insegurança.
Só quem passa sabe o quanto é difícil permitir que se aproximem...
Um simples abraço pode desencadear péssimas lembranças, fantasmas obsessivos que despertam a qualquer momento.
Uma vítima de abuso sexual precisa aprender a falar... expor suas feridas, suas lágrimas, seus traumas.
Não há melhor remédio para a cura do que enfrentar os fatos!
Nenhuma dor é suave!
Mas para superar algo tão doloroso é necessário força de vontade, determinação, coragem!
É preciso deixar de ser "vítima de si mesma" e aprender a ser forte!
Mesmo que no início hajam muitas críticas, muitos obstáculos a superar, é necessário insistir.
Quebrar tabus não é algo simples ou que encante uma plateia, ao contrário, muitos torcerão o nariz, portas se fecharão, amigos deixarão de lado.
É certo que cada uma de nós temos o nosso próprio tempo e que nem todas conseguimos superar sozinhas!
Mas também é fato que a nossa mente consegue dar novos rumos, novos sentidos se assim a programarmos.
Calar não vai resolver, somente irá sufocar sentimentos destrutivos e que ao longo do tempo serão um fardo insuportável de carregar.
Então, o que temos a fazer é munirmo-nos de coragem e olharmos para dentro de nós com resignação.
Expurgar a dor de forma a aprender a conviver com as lembranças, sem que com isso nos atrapalhe a felicidade.
É possível amar e ser amado!
É possível viver em paz com os outros e principalmente consigo mesma.
Não aceite o rótulo de "culpada", mas também não aceite o rótulo de "vítima"!
Quem sofre abuso sexual é antes de mais nada capaz de dar a volta por cima.
Somos sobreviventes-resilientes! Somos mais do que pensamos ser!
E muito embora as lembranças possam ser companheiras, a forma com que olhamos para elas pode fazer toda a diferença!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...