Dor Que Nunca Vai!

Tiraram-me a beleza do mundo
Cerraram meus olhos...
Quebraram a fantasia
Mas foi tão cedo... tão rápido!
Tudo de repente ficou sem cor
Existe essa dor, essa dor... essa dor!
Invade tudo, borra tudo
E não tem fim.
Olhos que me vigiam
Palavras que não consolam
Pessoas que se afastam
Brincadeiras que não existem mais
Tudo tão triste, tão vazio
E eu aqui... __ Tão só... tão só!
Presa num medo feroz
__ Da vida, do mundo...  De mim!
Quarto escuro, fantasmas
Sonhos confusos, soluços!
Ninguém sabe, ninguém vê
O mal existe, ele é real
Assombra. Está aqui!
Eis que me acompanha
__ Nas lembranças, nos silêncios
__ Nas palavras que não digo
__Nas feridas que não saram
Maldito!
E não há perdão que sare...
A dor que crucia a alma
A lágrima que queima e não cai
O nó na garganta... Perpétuo.
Das vezes que choro por dentro!
Escureceram meus olhos
Amarraram meus pulsos
Sangraram-me até não poder mais...
__ Em hemorragias de dias tristes
Convulsões de solidão.
Ninguém percebe,
Ninguém toca.
Ninguém alcança o meu coração!
Dor que não cessa
Dor que não sai!
Mundo hipócrita!
Mundo sem paz!
Infância perdida num tempo...
Nem me lembro mais.
Mas sei da dor.
Que me acompanha
__ A dor que nunca vai...


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...