Saudade

Hoje senti saudade
Da sua voz, da sua risada
__Voz tão aveludada
__Voz de quem ama!
E amor não se finge...

Hoje senti saudade...
Da sua boca colada na minha
Das suas mãos que por meu corpo caminha!
Noite estrelada,
Mãos entrelaçadas
__Num ato de amor.

Senti saudade
Dos olhares tão urgentes
Da total entrega
E que entrega...

Foram-se as reservas
Foram-se os medos
Restaram as certezas infinitas
De cumplicidade
De uníssonos gemidos
De fidelidade.

Sinto saudade
Sinto saudade...
Dos abraços calorosos
Dos silêncios gritantes
Dos momentos amorosos
Dos enlaces de amantes!

E mesmo que a distância
Nos separe
Ou o tempo nos desgaste
Ainda sim, sentirei saudade
Dos risos, rido juntos
Dos finais de tarde...

Hoje senti saudade
Amanhã, outra vez
E sempre que houver lembrança
Ainda restará a esperança
De viver o amor que sinto
Seja lá quando for
Pois amor não se finge
Mesmo por que
Quando não vivido
Vira dor!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...