Uma Chance.

Eis que tudo desaba!
E fica tudo fora do lugar...
Não sabemos mais o que dizer,
Não sobraram palavras.
Parece que o mundo fica estranho...
Não há mais nada.
O vento não sopra a favor
Não adianta içar as velas
Pois o mar já nos tragou!
E só restaram lembranças...
Fagulhas de sorrisos, olhares, distância!
Perdemos tudo e não tínhamos nada a perder...
Mas foram-se os sonhos... as trilhas ficaram estreitas.
Não há tradução para isto.
Nenhuma tecnologia é capaz de apagar sentimentos...
E sangram as almas... Sangram!
E vemos um filme em câmera lenta...
Encontros, desencontros, decepções, risos e lágrimas...
Tão nossos! Tão vivos!
Somos parte de tudo isso...
E no entanto, não somos
mais parte de nada.
Uma chance... uma única chance...
E talvez fizéssemos tudo igual!
Mas eu tentaria outra vez.
Tentaria quantas vezes fosse preciso
Para um dia poder dizer que tudo valeu a pena
Pelo simples fato de ter amado você!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Por Um Fio