Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014

Suicídio e Depressão, Tudo a Ver!

O suicídio é considerado pelo Ministério da Saúde como um problema de saúde pública, tirando a vida de uma pessoa por hora no Brasil, mesmo período no qual outras três tentaram se matar sem sucesso.
Trata-se de um problema que se pode prevenir na grande maioria das vezes e esse é um dos maiores desafios. O estudo e a discussão do tema suicídio é uma das formas mais eficientes de se promover a prevenção, pois esta só é possível quando a população, os profissionais da saúde, os jornalistas e governantes têm informações suficientes para conduzir as medidas adequadas e ao seu alcance nessa frente.
O comportamento suicida vem ganhando impulso em termos numéricos e, principalmente, de impacto, como podemos ver pelos dados da Organização Mundial da Saúde (OMS):
• Na faixa etária entre 15 e 35 anos, o suicídio está entre as três maiores causas de morte.
• Nos últimos 45 anos, a mortalidade global por suicídio vem migrando em participação percentual do grupo dos mais idosos para o de indivíduo…

Sobre Desapego.

Imagem
Desapegar-se...
Deixar de sofrer por aquilo que não existe mais.
Permitir-se seguir sozinho, passo a passo...
Não é fácil!
Levamos dentro de nós todas as lembranças; tudo o que não deveríamos carregar, mas que insiste permanecer ali... ao alcance de qualquer pensamento.
Somos masoquistas? Talvez!
Mas como desapegar-se do que mais se ama na vida?
Conseguimos caminhar sem bagagens, mas não temos como nos desvencilhar das imagens registradas na mente...
Essas, retornam aleatórias, independentemente de nossa vontade.
Amigas inseparáveis de momentos bons e ruins... sarcásticas!
Zombam de nós... estilhaçam nossos sentimentos.
Ah, saudade danada!
Principalmente de quando tudo parecia girar em torno do nosso umbigo...
Ledo engano! Somos apenas um instrumento para que outros possam seguir em frente...
Este desatar de nós nem sempre constitui serenidade.
Sentimo-nos revirados, deixados de lado, bagunçados de ponta a cabeça, perdidos...
Como que numa estrada cheia de neblina... nada faz muito sen…