Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2015

Sim, Eu Tenho Fé!

Imagem
Sim, eu tenho fé!
E a minha fé não me define como boa ou má...
Mas as minhas atitudes dizem muito sobre mim!
Não há como falar de caridade e não exercê-la, pois o discurso será vazio.
Não há como fechar os olhos em orações tão frias...
Fé é energia!
E que seja por um Deus Onipotente, Onipresente, Onisciente...
Que seja por deuses do Olímpo, por deuses pagãos, por Orixás africanos...
Mas que seja Fé!
Fé numa humanidade mais humilde, menos "EU".
Sim, eu tenho fé!
E a minha fé não me faz melhor nem pior que ninguém, por ser intransferível, ser só minha!
Sou eu quem deverei acertar os ponteiros com meus erros e acertos vida a fora.
O pão que não dividi, a água que neguei...
A palavra maldita, a benção que não vi...
E que seja aceita a consequência dos meus atos.
Entre deuses e demônios, entre santos e milagres... tudo pode ser verdade.
O que vale é a fé. A energia vívida e eloquente que é viver!
O sopro é divino, mesmo que seja de uma divindade...
Anjos, entidades, guias, mentore…

Violência Doméstica e Dependência Financeira

A dependência financeira não pode permitir que a mulher tenha sua integridade física e psíquica desrespeitada. A Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/2006) garantiu, como uma das medidas protetivas, a prestação de alimentos à mulher em situação de violência doméstica e dependente financeiramente do agressor. A decisão fica a cargo do juiz que avaliará o pedido encaminhado pela polícia.
Após prestar queixa da situação em uma delegacia ou posto de atendimento especializado da mulher mais próximo de sua casa, a polícia tem 48 horas para abrir um inquérito e requerer uma medida protetiva para a vítima de agressão. O juiz examinará o pedido encaminhado e, também no prazo máximo de 48 horas, deverá deferir ou não o pedido.
O juiz pode determinar que o agressor pague provisoriamente pensão alimentícia à companheira que tem, também, o direito de ser encaminhada a uma Casa Abrigo, caso esteja em situação de risco de morte. As Casas Abrigo acolhem mulheres em situação de violência doméstica e fami…

Terra Seca.

Imagem
Terra seca.
Sol escaldante.
Suor a escorrer...

Boi morto.
Sede marcante.
Triste de ver!

Povo sofrido
Povo esquecido
Sem ter o que comer...

Terra seca
Fome danada
Vida ceifada!

Pés descalços
Roupas rasgadas
Céu sem chuva
Vida sem graça!

Deserto de dias
Dias sem alma
Corpo que sangra
Beira de estrada!

Urubus que observam
Num voo tranquilo
Ciente da morte
Que ali permeia...
Entre mortos-vivos
Entre vivos já mortos!
Carniça...

Condenados... sem perdão
Isolados no deserto
Onde tudo é incerto
Carne fria, sangue seco
Covas rasas... caixão.

Terra seca!
Vidas sem vida
Extinção de tudo
Planeta mudo!

Holocausto terrestre,
Holocausto humano...
Esqueletos na paisagem
Crânios... crânios!

Catástrofes, incêndios
Queimadas...
Sem luz, sem água...

Não há sobreviventes
Não há continentes.
Tudo que há, é nada!

Amanhã...

Imagem
Amanhã...
Vivemos em função daquilo que pode não acontecer...
Deixamos de fazer coisas por acreditar termos todo o tempo do mundo!
E o que é o tempo?
Não seria a fração de segundos e minutos que temos hoje?
Amanhã... e se não houver amanhã?
E se hoje for tão somente tudo o que tivermos?
Teremos então, vivido na ilusão de um tempo que nunca existiu.
Desacelere o seu relógio... atrase as horas...
E mesmo assim o tempo continuará ininterrupto, em frente.
A marcha é silenciosa, porém incessante.
E não há mais tempo a perder...
Não dá pra ser feliz amanhã, se hoje é a única certeza que temos!
Tudo pode deixar de existir num piscar de olhos...
Podemos deitar, fechar as pálpebras e nunca mais abri-las...
E o "amanhã" tão sonhado e querido vira pó.
Ame hoje! Ame muito...
Beije hoje... beije sempre!
Diga o que sente e sinta o que diz!
Na vida a única certeza pungente é que a morte um dia nos abraça..
E tendo ou não continuação, aqui resta apenas a saudade... o que não foi dito, não fo…

Introspecção!

Imagem
Chega um determinado momento da vida que é preciso parar!
Deixar de olhar ao redor e olhar para si mesmo... uma introspecção!
Reavaliar-se... com cuidado, com zelo, como se fosse um cristal delicado.
Listar as  qualidades e defeitos sem hipocrisias, sem falsetes, sem maquiagem.
Precisa-se ter a coragem de dizer: NÃO!
A coragem de assumir as infelicidades e percorrer novos caminhos, novas atitudes, novos focos...
Apagar o que não deu certo, aprender a caminhar sozinho, sem escoras, sem muletas!
Não ter medo de cair e levantar quantas vezes forem necessário.
Deixar de responsabilizar o outro pela  felicidade ou pelos desenganos; pois as suas expectativas não devem estar sobre os ombros de ninguém.
Assumir todos os riscos! Voar e aterrissar sem dramas.
Que hajam tombos, arranhões, braços quebrados... histórias para contar.
Abandonar sem receio o velho, o choro, a dor!
Acreditar que nada é impossível... nada é inatingível!
Disponibilizar-se para a vida!
Não passe mais vinte anos acreditand…

O Poder da Auto Estima

A auto-estima das mulheres começa a sofrer “alfinetadas” logo na infância. As meninas aprendem a vestir-se e a comportar-se de forma a serem aceitas pelo grupo de pares e para atrair a atenção dos rapazes. Se, ao longo do desenvolvimento emocional, as opiniões dos outros continuarem a dominar, as moças aprendem a adaptar-se aos gostos dos outros, perdendo a sua identidade.
Este é meio caminho para uma vida de infelicidade, dificuldades profissionais e relacionais.  É também uma das razões por que, genericamente, as mulheres são menos felizes do que os homens.
As mulheres com falta de auto-estima têm mais dificuldade em estar sozinhas, em tomar decisões, definir limites, traçar e alcançar metas e desfrutar de relacionamentos íntimos. Além disso, estão mais vulneráveis ao aparecimento de depressões, vícios e disfunções sexuais.
Felizmente, é possível promover a auto-estima e aumentar a capacidade de perceber as próprias habilidades e competências.
À medida que a auto-estima cresce, cre…

Vem Comigo... Vem Voar!

Imagem
Vem comigo... vem voar!
Feche os olhos, sinta o clima
Pense alto, adentre o mar...
Relaxe o corpo, siga o ímã...
Vem comigo... vem amar!

Vamos de mãos atadas
Pelas estradas caminhar
Numa só cadência...
Os dois corpos aninhar!
Voe alto, voe junto
Voe sempre, sem parar!

Vem comigo... vem juntinho
Lá do alto decolar...
No abismo dos meus braços
Neste abraço eternizar
O amor que dentro transborda
E já não dá pra sufocar!

Vem comigo... vem voar!
Voa, voa gaivota
Em direção do mar...

Bata as asas sem demora
Vem depressa, vem agora
No meu peito repousar!

Em Frente!

Imagem
Reúna tudo aquilo que não deu certo e descarte!
Inicie o ano com atitudes diferentes.
Mude a si mesmo!
Reinvente formas de pensar, reveja o mundo...
Nada permanece igual num segundo olhar!
A vida nos oferece um cenário a cada dia,
Seja aquilo que você sempre sonhou.
Escolha a sua trilha sonora sem medos, seja ousado.
Crie trilhas, escale paredões, desbrave florestas...
Viaje! Conheça outras culturas...
Permita-se viver sem culpas, sem dramas...
Opte pelo que for mais leve.
Pois ninguém irá viver os seus sonhos,
Tão pouco irão chorar as suas lágrimas.
Todas as páginas em branco da sua vida
Só devem ser escritas por você!
Arrisque! Rabisque!
Não deixe passar tantas linhas sem registro!
Folheie cada minuto como se fosse o último
Respire... Inspire!
Transcenda a sua alma de si mesmo!
Compreenda as mensagens enviadas do Universo...
Não critique tanto, não julgue tanto, pondere.
Pense positivo, seja você!
Expulse todos os receios, creia.
Mentalize o futuro, planeje e realize.
Crie seus própr…