Sim, Eu Tenho Fé!

Sim, eu tenho fé!
E a minha fé não me define como boa ou má...
Mas as minhas atitudes dizem muito sobre mim!
Não há como falar de caridade e não exercê-la, pois o discurso será vazio.
Não há como fechar os olhos em orações tão frias...
Fé é energia!
E que seja por um Deus Onipotente, Onipresente, Onisciente...
Que seja por deuses do Olímpo, por deuses pagãos, por Orixás africanos...
Mas que seja Fé!
Fé numa humanidade mais humilde, menos "EU".
Sim, eu tenho fé!
E a minha fé não me faz melhor nem pior que ninguém, por ser intransferível, ser só minha!
Sou eu quem deverei acertar os ponteiros com meus erros e acertos vida a fora.
O pão que não dividi, a água que neguei...
A palavra maldita, a benção que não vi...
E que seja aceita a consequência dos meus atos.
Entre deuses e demônios, entre santos e milagres... tudo pode ser verdade.
O que vale é a fé. A energia vívida e eloquente que é viver!
O sopro é divino, mesmo que seja de uma divindade...
Anjos, entidades, guias, mentores, seres de luz... seja lá o nome que se dá!
Somos o reflexo desta energia que emana de cada um de nós.
Meros humanos tão insensatos, tolos sabichões de absolutamente nada.
Sim, eu tenho fé!
Uma fé que independe de outros...
Independe da credulidade em fenômenos.
Basta-me a certeza de que nada é por acaso.
De que seguimos um itinerário bem disposto e intrincado, onde o final já está escrito e que tudo o que vemos e fazemos acaba sendo apenas aquilo a que se propõe o espírito.
Tudo é perfeito... tudo tem um sentido.
No emaranhado dos dias, dos anos, de tantas vidas...
Cada um segue o seu script.
Não há rascunhos no caminho... tudo que há é um trilho a seguir.
E a vida permanece uma incógnita, um pontinho em cada útero...
Um segredo que invariavelmente se transforma em um tum-tum-tum do coração.
E até se pode crer que retornamos em outras formas... é a fé de cada um.
Recomeçamos em outro lugar... outra dimensão... ou não!
É o fim, creem muitos!
Outros creem em reencarnação!
Mas eu sigo a minha fé!
Não importa em que idioma, que nação...
Nem se usa patuás, velas, terços ou sacrifícios...
Creio que exista algo inexplicável entre o céu e a terra... na imensidão do Universo. Em cada detalhe da vida.
Fé é individual.
Independente do que o outro possa acreditar, eu creio na vida.
No abraço que podemos compartilhar, no amanhecer e entardecer de um novo dia...
Pois se não cresse, perderia tempo demais tentando explicar o que somente foi feito para sentir!
Fé não se explica, fé se tem!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...