Vou Indo...

Vou indo...
Não tenho muita pressa.
Vou dando um passo de cada vez...
Levo comigo muitas saudades, muitas imagens, de pessoas, de lugares.
É como se ainda estivesse lá.
Burburinhos incompreensíveis de momentos únicos...
Vou com o peso dos anos nas costas
__ Já não tão esguias,
Com certos arranhões desfrutados pelo caminho...
Vou indo!
Não tenho mais tantas certezas, não.
Concebo o direito de ter mais dúvidas e refletir antes de falar, agir e até de sonhar.
Acredito que alcancei o meu start pessoal,
Onde consigo parar e apenas contemplar o infinito...
Nada mais de correr atrás do vento e querer aprisioná-lo só para mim.
Deleito-me no vai e vem disparado dos outros,
Nesta rotina desvairada da vida em que ninguém mais conhece ninguém para dar um "oi"!
Percebo-me mais hoje em dia...
Controlo minhas emoções, ouço mais do que falo...
__ Ganho mais do que perco.
Vou indo...
Sem tantas expectativas e com mais jeito.
Hoje compreendo bem que o inevitável sempre irá acontecer à todos!
E o mais incrível de tudo que se vive é esta deliciosa vontade de reviver...



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...