Tantas Coisas...

Tantos erros cometidos por amor...
Num desenrolar de lances
Tantas fugas de si mesmo, tanta dor
Como num desistir de chances...
Horas vazias, dias sem cor.

Tenho visto tantas despedidas
Abraços, beijos, partidas
Desperdício de vidas!

Tantas coisas que se perdem com o tempo
Palavras esquecidas como o vento
Areias de um deserto sem igual.
Momentos que não voltam a existir
Sentimentos que não vão suprimir
O desejo do bem, o veneno do mal.

Tenho visto tantas coisas por ai
Que fecho os olhos num lamento
Quero apenas deixar existir
O bom dentro de mim
Num calar ou consentir
Do adeus deste momento...


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...