Dor e Circunstância.

Quantas dores sentimos sem dizer?
Talvez doa mais na alma que na pele...
Nos silêncios infinitos que fazemos,
Nas entrelinhas de tantas palavras duras.
Dores não são traduzíveis!
Talvez possamos expressar nas lágrimas...
Mas nem tudo é o que parece.
Nem todas as dores são compreensíveis.
Nem todas as lágrimas falam o que queremos dizer.
Tudo é circunstancial...
Quero expurgar a dor e me rasgar
Em mil pedaços, talvez.
Sorrir para dentro, antes que para fora.
Dar-me as mãos e seguir!
Quero colorir os dias e apenas não sentir!
Poucos podem entender, muitos podem julgar
Mas o que fere a alma
Não dá pra ignorar!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...