Perdas...

Já perdi as contas dos recomeços
Dos erros e acertos, de tantos atropelos
Se ganhei ou se perdi!
Não sei dizer quantas lágrimas derramei
Se sorri, sofri ou chorei
Se vivi ou se Morri!
Já não sei mais contar
As desavenças, os desgostos e proezas
Se fui ou voltei, se foi amor ou doença!

Troquei meus dias
Troquei meus sonhos...
Saí do prumo.
Andei tão só, sem rumo!
Fui viajante perdido
Um tanto quanto iludido
Em um universo de mim!
Andei muito calado
Feito menino encantado
Com um mundo sem fim!

Já perdi tantas vidas
Nos enlaces da partida
Nos entraves da saudade
Perdi minha felicidade
Zelo somente por ti!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...