Silêncio...

Todo fim deixa marcas. Fato!
Talvez o pior seja a mágoa... aquele sentimento que fica ruminando os pensamentos, instigando ressentimentos desnecessários, causando mais dor.
Como eliminar a sensação do fracasso?
Deixar partir sem agredir... sem ferir no mesmo tom... sem ser contraditório ao mesmo amor que um dia jurou sentir.
Não dá pra fazer cara de egípcia!
Os sentimentos oscilam dentro da gente como mola, entre raiva, desespero e angústia.
Lágrimas brotam do nada, tudo faz lembrar, tudo tem conexão.
Talvez o caminho seja o silêncio.
Calar para deixar seguir... calar para não fazer do que foi bom, algo a  ser banido.
Nada é mais opressor que a mágoa. Nada destrói mais que o ressentimento. E não apenas ao que foi vivido, mas o que se poderá viver dali por diante.
Parece que fica a herança e todo mundo tem culpa.
Não dá pra seguir adiante com este tipo de bagagem dentro da gente.
Há que se desfazer as malas, jogar fora todo o excesso.
Há que se olhar para frente sem fazer comparações, sem cobrar do outro o que se espera dele, mas deixar que seja como é.
Não existirá futuro se não houver desapego do passado. E se o passado não foi exatamente aquilo que se esperava, não leve para o futuro o que não deu certo.
Não repita os erros, não espere tanto.
O silêncio é necessário para refazer o interior. Para readmitir-se na vida com êxito. O silêncio ajuda a perceber onde foram as falhas.
Num relacionamento, existem dois pontos de vista. Ninguém ama ou desiste do amor da noite pro dia, apenas seguem caminhos distintos por outras questões.
Vale por na balança o que viveu de bom e dar o ponto final sem arrastar consigo um mar de frustrações. Não pense que não deu certo. Deu!
Vocês se conheceram, conviveram, sorriram e até choraram, só não foi possível prosseguir.
Encerre a história fechando o livro, levando consigo novas esperanças, sabendo que o futuro só será melhor se você por de lado o rancor.
A maioria daquilo que parece ser o fim é na verdade o início da felicidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Por Um Fio