Tanto...

Tanto que eu poderia ter dito
Tanto que eu poderia ter sentido
Tanto que eu não fiz e poderia ter feito
Tanto que eu não dei e que poderia ter dado...
Tempo perdido de tantas idas e vindas
Nada mais volta, nada será como poderia ter sido.
E ao olhar pelo retrovisor da vida
É que se percebe o que não aconteceu...
Por pura pirraça, por intolerância, por vingança
De coisas vãs... que nada acrescenta, só diminui!
Tanto que poderia ter sido e que não será
Por não haver mais tempo
Por não haver sentimento
Por ter ficado lá atrás, perdido no vento
Tudo o quê?  O que um dia foi sonhado
E só!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...