Machismo

O machismo faz mulheres terem sua intimidade invadida nas ruas, receberem salários menores que os homens e ter oportunidades desiguais no mercado de trabalho, entre outros problemas. Arraigado na sociedade, esse fenômeno inclusive leva as próprias vítimas a reproduzirem falas e atitudes preconceituosas contra elas mesmas.
Todas as situações contadas nos contos de fadas diziam: os homens é que escolhem as mulheres. Por isso, para conseguir um príncipe, faça como Cinderela: seja boa, bonita, casta, generosa e prendada. Isso é fruto de uma ideologia machista, que converteu as mulheres em submissas que se estapeavam para competir por serem ‘as escolhidas’ de um homem.
Devemos parar de criticar as mulheres que assumem seus desejos e conquistas.
Freud já dizia, no começo do século 20 sobre “a inveja do pênis”. Não do pênis como órgão, mas do poder que ele representava em uma cultura machista e moralista. Nasceu com pênis, o mundo estava aberto, em todas as dimensões. Nasceu com vulva e vagina, todas as proibições. Então, quando uma mulher tem poder legitimado culturalmente, no trabalho, na beleza, entre outros, os olhos invejosos se voltam para ela.
O machismo, decorrente de uma sociedade patriarcal, é um conjunto de opiniões e atitudes que discriminam ou recusam a ideia de igualdade entre homens e mulheres, cedendo privilégio aos primeiros. Mesmo com a evolução do papel da mulher, ele continua arraigado e mantido pelo discurso social.
Muitas vezes as pessoas são machistas automaticamente sem nem perceber ou pensar nos efeitos. Seja se expressando por meio de piadas preconceituosas, discriminadoras ou desqualificando e desconsiderando a mulher por sua vida sexual, pela roupa que usa ou pelo comportamento. É uma herança cultural. Ninguém nasce machista, aprende a ser machista".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...