Sobre Esperança.

No mundo de tribulações, onde cada um de nós estamos sobrecarregados de problemas e aflições; fica cada dia mais difícil manter a esperança. Alguns dias são mais pesados, onde os nossos passos parecem andar em círculos e sem chegar a lugar algum.
Algumas vezes nos sentimos abatidos, como um soldado em campos de batalha!
Outras vezes somos impedidos pelo medo de fracassar... somos bombardeados pelas dúvidas e ansiedades.
Este mundo competitivo e cheio de obstáculos, muitas vezes parece nos dizer que não iremos muito longe ou que nunca conseguiremos o que sonhamos.
Pensamos no desemprego, na falta de recursos, na fome que não espera, nas dívidas que se acumulam... vamos sobrecarregando ainda mais a nossa mente, pois o que é fato não muda a realidade, apenas confirma.
Vamos cansando da luta diária, vamos andando mais devagar, vamos tropeçando pelo caminho.
Vamos em busca da luz no fim do túnel, vamos tentando não desistir.
Mas, é preciso manter acesa a chama da esperança!
Aquela fé de que uma hora tudo será resolvido, que chegaremos ao objetivo e que tudo serviu apenas como alicerce para o triunfo.
Precisamos mesmo acreditar na vitória.
Essa crença será o combustível para cada um de nós até que se se alcance o prêmio...
Esse mundo de tapetes puxados, calças arriadas e falsas promessas faz com que o desânimo se aproxime e se não formos fortes o suficiente, ele se torna um companheiro inseparável.
Um companheiro cruel, que desalinha todo bom pensamento, criando dentro de nós um indivíduo fracassado que nunca fomos.
Como alimentar a esperança? Como dizer a si mesmo que é possível?
Utilizando-se do que temos de melhor: a fé! Acreditando que vai dar certo, mais dia menos dia. Aceitando que tudo tem a hora certa para acontecer. Entendendo que tudo que nos acontece é para o nosso crescimento e que tudo contribui para o nosso merecimento.
Não adianta querer o topo sem escalar a montanha. Não há como construir uma casa pelo telhado...
Temos que nos aprimorar a cada dia. Entender que as dificuldades são lapidações que o nosso espírito necessita.
Precisamos entender que o resultado é apenas o objetivo final, o que vale são os caminhos, as escolhas, as consequências... o que vivenciamos ao longo da jornada é o principal elemento daquilo que iremos nos tornar de fato.
Estamos aqui para isso: aprimoramento!
Não podemos abandonar a esperança. Não podemos nos abandonar pelo trajeto. Somos frágeis, mas também somos fortes! Podemos muito mais do que sabemos!
Haja o que houver, na vida só temos uma maneira de vencer o mal que há em nós: cultivando o bem que desejamos obter!
Portanto, sejamos magnânimes conosco! Sejamos formes e acima de tudo cheios de uma fé inabalável e constante.
E mesmo que o desânimo se aproxime, mesmo que os pés estejam cansados ou o corpo deseje parar de seguir, não nos deixemos abater.
Sejamos o milagre que desejamos ter!
Vencer não é uma questão de chegar primeiro, e sim; de saber chegar!
Vence aquele que vence a si mesmo todos os dias, num embate solitário de dar a si o ânimo necessário!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...