Mordaça

E se falar ofende... antes o silêncio.
Falar pra quê?
Se o que eu disser não vai valer...

Quando se pensa ter razão
Cala-se o coração
Num soluço de tristeza

Talvez um dia, quem sabe 
A sua alma então perceba
Que no amor não há quem vença!

Cala-se na alma. 
Num silêncio de palavras
Em gritos de mordaça
Finge que ri
Finge que passa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...