Postagens

Mostrando postagens de 2017

Sobre Amor

E se o amor não dá certo? Se o que sente não transborda? Se não há eletricidade? 
Seria amor ou falsidade?
Viver de amores mornos seria viver à margem?
Onde mora a química? Onde está o calor? Seria tão somente o querer bem?
Mas e quem do fogo se queimou e não soube mais dele experimentar?
Teria o amor mudado de cor ou teria o corpo esquecido de amar?
E se tudo for apenas ilusão?
Estranho seria viver o que se tem ou buscar da fonte que envenena?
Seria certo esperar que um dia brote ou já teria que vir em chamas?
Quando o fogo não acende ou as borboletas não criam asas, seria um amor sem sintonia ou não seria amor?
Existe sexo sem paixão, existe sexo!
Mas e se nem isso existe? O que do amor seria a brasa?
Fogueiras incendeiam e viram cinzas... mas do amor sobram faíscas?
E se não há "coisa de pele" ? Se não casa as vibrações? Podem os lábios se unirem numa mesma busca quando se opõem os corações?
Certo está quem refreia ou quem se permite?
O amor se explica ou se sente?  Ao ex…

Sou Mulher

Não sou obrigada a nada!
Faço o que eu quiser!
Sou dona de mim, senhora do meu nariz!
Gero vidas, sou de amor
Daquelas que se dão, por ser amadas...
Gero amor incondicional!
Em partos cesáreos, normais, de dor!
Sou mulher! Sou o que eu quiser!
Singela, serena, abusada
Dessas feras, indomada!
Talvez arisca, talvez traumática
Insana e pervertida
Mulher com raça, sem medo da vida!
Não sou obrigada
Sou meu próprio karma
E em letras não há tradução
Pois sou de veias profundas
Densas e obscuras
Como bula... com restrição.
Sou o que eu quiser
Não tente dominar
Sou mulher, não sou obrigada
Pra mim é tudo ou nada
Sem limites, sem medo
Vou ao mundo, vou ao fundo
Nos silêncios, nos gritos
Sussurros e gemidos
Do que eu quiser!
Sou fêmea, sou dessas
Sou mulher!

Espiral

Imagem
Continuar... ir em frente! Seguir!
Encontrar um sentido e focar Há momentos na vida que não temos outras opções  A nossa única alternativa é: aceitar. Engolir em seco, resignar Compreender que não há outro caminho  Que estamos sozinhos E que não há como voltar... A vida é  um redemoinho!
Direita ou esquerda,  Subindo ou descendo,  Só haverá um modo de seguir: em frente! Não adianta chorar, sentir pena de si mesmo Ignorar! Os trilhos não retrocedem, Nada se repetirá. 
Olho para as rosas e percebo sua beleza Frágil, com espinhos... assim é a vida! Olho as rodas, constantes, ágeis. .. Como todos os sonhos que deixamos amortecer!  Entre o nascer e o morrer Numa espiral do que queremos ser Nada se eterniza, senão aquilo que se viver!

Desamparo

Imagem
O que eu faço com os meus abraços?
O que eu faço com essa saudade? Poderia fechar meus olhos e sentir novamente? Eis que miragens me sufocam... Como se fosse o calor do seu corpo ao meu... Como cárceres de âncoras que se projetam ao mar Estagnando as embarcações,  Travas de aço que impedem amar Como algemas gigantescas  Como um pássaro que não sabe voar!
O que eu faço?  Poderia me ouvir? Saberia um pouco de mim? Ou seria apenas um filme em preto e branco Sem som, sem cor? O que fazer se estou inundado de amor? Todos os porões estão abarrotados, Com punhados incontáveis desta dor E não há porto que o possa suportar... Onde possa transbordar.
O que eu faço com meus braços vazios Sem sentir o seu calor? Digo frases sem sentido Vago solitário, descaminho Vou algemado de olhares do passado Num amargo ir e vir do destino Num ancoradouro inseguro Do constante desabrigo Deste amor, hoje sem seus abraços...

Continuar

Imagem
Eu vou continuar acreditando
Mesmo que não haja mais razão
Vou seguir o meu caminho
Mesmo que pisando em espinhos
Pois não seria eu, não seria humano
Trancar sem ter porquê, o coração!

Vou continuar acreditando
Que há muita gente boa por ai
Que a vida pode dar outros frutos...
Vou deixar tudo fluir
Vivendo os dias sem temer o futuro...

Vou continuar acreditando
Que a beleza está dentro
Que o sorrir vem da alma
Que a vida é amiga do tempo
E que o tempo tudo acalma!

Vulnerabilidades

Imagem
Qual é ou qual foi o seu "fundo do poço? "
Alguns vão dizer que nunca tiveram essa experiência, outros vão listar situações de extrema dificuldade e há os que irão emudecer.
Cada um terá a sua visão de "fundo do poço" ... uns mais dramáticos que outros.
No fundo, todos terão algo em comum, mas que na maioria das vezes passará despercebido: a vulnerabilidade!
Eis o real fundo do poço!
Quando as nossas vulnerabilidades estão a flor da pele. Quando parece não ter mais saída. Quando nos olhamos no espelho e o reflexo é qualquer outra pessoa, mas não somos nós! Quando os dias se repetem embora de forma diferente, mas aos nossos olhos, tudo é igual. Quando a fé e a esperança passam a ser apenas palavras sem significado. Quando as orações são apenas palavras de repetição.
Não há luz no fim do túnel.
Quando estamos vulneráveis não enxergamos as portas ou janelas, tudo é sombra.
Acostume-se a ausência de si e quando se der conta, não precisará mais.
Acostume-se a autopiedad…

Tenho Visto

Tenho visto tantos desencontros
Em desenganos sutis.
De vidas sem par!
Onde o ímpar teria êxito,
Não fosse o descrédito de si mesmo.

Tenho visto as sombras da nudez mais vestida
De palavras nulas... onde o óbvio é insensato e o desconexo ganha vez.

Tenho visto tuas lágrimas
Neste falso sofrer que acreditas
Como se fosse a verdade que exalas.
Nada mais que enigmas!
Pobres rimas que nada dizem.
Seriam filetes de risos
Não fossem tralhas que engasgam.

Tenho visto muitos dramas
Em casas caiadas de ouro
Em postes cercados de farpas
Talvez eu seja míope e não veja senão fachadas
Dos sonhos que não se vive
Das bocas nunca beijadas!

Não Conte

Não conte com ninguém que não seja você.
Não se iluda pensando que o outro agirá da mesma forma.
Não se coloque em situações vulneráveis.
Não se frustre criando expectativas porque as máscaras caem.
Um dia a chantagem vem, a coação aparece, o desrespeito se estabelece e você está sozinho.
Não acredite em promessas... Observe as atitudes.
Preste atenção nos detalhes.
Não tenha medo de dar um basta, preserve-se.
Não tente negar o óbvio... cada um é o que é.
Não há como mudar o outro.
Não lamente, não se flagele, não se culpe.
Encare a verdade da farsa e compreenda que o fim pode ser um bom inicio.
Diga adeus sem remorsos.
Encerre o ciclo.
Siga em frente com as experiências, mas não repita os mesmos atos.
Pense com clareza.
Não conte com ninguém.
Tenha em si mesmo a sua referência.
Tenha em si mesmo o seu apoio.
O reflexo do espelho não admite múltiplas imagens.

Sobre Mutilações.

Algumas culturas, ainda hoje usam de mutilação para subjugar a mulher. É uma forma de dominar o tão famigerado "sexo frágil", que na verdade não é, nunca foi e nunca será frágil (não em sentido de fraqueza).
As tradições culturais impõe limites, restrigem, castram e resistem ao tempo e a tecnologia muito mais por inércia do feminino ainda inconsciente de seu intelecto e poderio do que por suas regras em si.
Homens e mulheres caminham ao lado da ignorância do que vem a ser coletivo ou direitos humanos. Cada um advoga a favor ou contra do que lhes convém.
Acredito na liberdade fundamental, a liberdade da mente.
Onde o ser humano pode estar onde quiser, quando quiser e como e com quem desejar. Tempo e espaço, de mãos dadas.
Nenhuma corrente pode dominar uma mente vedadeiramente livre.
Todo ser humano nasce preso por um cordão umbilical, que é cortado, dando-lhe o livre árbitro de seguir seus próprios passos... e todos nós um dia aprendemos a andar, correr e a tomar decisões. Ga…

Vão!

Imagem
Vão dizer que você errou
Vão dizer que amou demais
Vão criticar e apontar defeitos
Vão dizer que deveria ter desistido
Ou que: talvez se tivesse insistido...
Vão dizer!

Vão apontar o dedo,
Vão dizer que teve medo
Vão rir do que não vão entender

Vão falar mal
Vão dar conselhos
Que nunca seguiram
Mas que cabem pra você!

Vão comentar
Vão dizer que teve falhas
Que não foi tão bom assim
Que havia muita mentira
Que viram tudo sem nada dizer...
Vão sentir pena
Vão condenar
Vão dar de ombros
Vão!

Vão dizer coisas feias
Vão desdenhar
Vão contar o tempo
Vão se indignar
Vão fazer de tudo
Vão mover o mundo
Só não vão amar!

Cristal Trincado

Imagem
Confiança é como cristal, não tem conserto.
De repente a gente olha e está trincado. As palavras se tornaram desconexas.
As incoerências são a marca registrada.
Não dá mais para acreditar. A gente fica como em campo minado.
Sem saber quando será a próxima explosão.
Nada é verdadeiramente incondicional,  senão o amor de mãe...
Coisas que se partem nunca mais serão iguais. Vamos olhar e veremos os sinais das rupturas.
Fingimos que está tudo bem, enganamos nosso coração, mas nunca o nosso inconsciente.  Lá no fundo, bem lá dentro de nós,  sabemos a verdade.
Cristal trincado não tem valor!
Seguimos acreditando nas mentiras que nos impomos.
Seguimos assim por medo. Medo do novo. Medo do desconhecido.
Ficamos nas mesmas histórias por temer enfrentar outras realidades, as verdades que teimamos ocultar.  Fazemos isso o tempo todo.
Deixamos que a fragilidade seja ignorada porque é mais fácil fingir que está tudo bem. Acreditamos nas falsas promessas, nas justificativas, nos incontáveis planos…

Sobre Hipocrisia

Imagem
Qualquer um pode dizer:" Eu te amo!"
São apenas palavras. Poucos conseguem exercer o amor que dizem sentir.
As pessoas amam o que lhes convém, quando convém amar o outro...
Em raras excessões.
A maioria confunde amor com posse, apego, luxúria. Uns acham que amar é somente sentir e repetir o que sente... esquecem de praticar.
De se colocar no lugar do outro. De entender o que o outro sente, o que o "ser amado" necessita. Vivem de coações.
Vivem num sentimento egoista com eles mesmos. São reféns das mesquinharias, dos abusos emocionais e não se dão conta do quanto ferem e são feridos pelas próprias ações. Compõem um quadro de apodrecimento, onde o que poderia ser belo fica feio. Talvez seja a máscara da hipocrisia...
Talvez seja somente a essência do que realmente são.
E se rebelam quando o outro percebe suas intenções, quando a ficha cai, quando o outro vê o engano.
Rebelam-se por saber que a farsa acabou.
Os pingos foram colocados em seus devidos lugares e os olhos…

Vai Ficar Tudo Bem

Imagem
E você disse: " Vai ficar tudo bem!"
E nada mais foi igual.
Todos os dias se condicionaram ao vazio,
Com horas que nunca passam.
Como que fica bem? Quando ?
O que devo fazer para que fique?
Tenho dito: "Vai ficar tudo bem!"
Quase sempre, como um mantra.
Talvez assim crie a ilusão
De que tudo não passa de pesadelo.
Talvez você bata o portão...
"Vai ficar tudo bem..."
Mas as nuvens estão negras,
Num acúmulo pesado de dias enegrecidos
Mesmo ao sol que empalidecido,  aquece!
Ondas molham meus pés... água fria.
E tudo está seguindo o curso,
Carros vão, carros vem
Pessoas riem, outros choram
E ainda não está nada bem.
O escárnio dos dias é uma navalha
E ninguém vê.
E ainda ouço você dizer: "Vai ficar tudo bem! "
Ando em busca desse "bem"...
Embora tudo pareça normal, nada está no devido lugar.
Estou fora de órbita.
Todos os sentidos estão errados. Todos!
E por mais que o tempo passe
É  como se andasse para trás.
Cada passo um retrocesso,
Com…

Sobre o Luto

Imagem
Algumas perdas são inexplicáveis,  talvez pelo inconformismo.
Talvez pela brutalidade ou ainda pela nossa incapacidade diante do inevitável.
Não temos o controle de tudo. Não somos donos de nada.
A morte nos mostra a  realidade que evitamos através dos anos, com ilusões que se dissipam num piscar de olhos.
Todos nós perdemos alguém ou perderemos um dia. Todos nós estaremos deitados num "paletó de madeira" , com corpos frios e flores para enfeitar.
Seremos um corpo,  um número num prontuário, um número num túmulo para constar.
Alguém já disse antes que com o tempo sequer seremos uma fotografia na estante... então, o que seremos?
Talvez sejamos a boa lembrança de alguém .
Talvez sejamos mais do que podemos supor ainda vivos.
O fato é que a morte nos revela o quanto somos frágeis.  O quanto o tempo é limitado, o quanto a dor pode ser visceral.
Perder um ente querido é como flagelar a alma.
Nenhuma lágrima parece suficiente para estancar o ferimento.
Vão dizer que só damos valor…

Além da Vida

Imagem
Agradeço cada momento que vivemos...
Cada dia, cada abraço, cada risada, cada palavra trocada Guardo tudo nas lembranças, hoje mais presente que antes... Nas letras de músicas que ouvimos, Em paisagens que um dia vimos. Nos sonhos compartilhados. Guardo o som da sua voz, num misto inseguro de esperança  De que tudo ficaria bem...
Guardo as promessas de espera... Os incontaveis olhares de cumplicidade, Das certezas incertas do futuro que não aconteceu. 
Agradeço sua passagem por minha vida  Como quem teve a presença de um anjo, Tão imperfeito e adorável que jamais será esquecido.
Penso nas alegrias de tantas coisas  Entre desafios superados, lágrimas de alegria Desconforto da chuva, intempéries de agonias... Como nesses filmes em Preto e Branco  Onde cada lance tem um colorido.  Penso em você, penso em nós.  Nos emaranhados de laços, entre meios,  Pontos e reticências, num refrão de incoerências. Éramos assim.
Entendíamos pelos olhos de quem não saberia dizer palavras. Éramos par, sem …

Sete Dias...

Imagem
Estou aqui.
A espera de mim...
Do meu eu transcrito
No brilho do seu olhar
No infinito do s
eu sorriso.
A espera do acordar
No despertar da eternidade
Enquanto aprendo a acalmar
Essa dor, essa saudade.

Estou aqui.
No desassossego de não saber
O que será de mim,
O que foi feito de ti...
Pensando se há o depois
Se agora já não foi
Senão a agonia do fim.

A espera de outra chance
De ouvir a sua voz
De saber como estais...
Tantos sons e nada se assemelha
Ao som do que ouvia
Senão essa tristeza
Minha única certeza
Que ainda tenho vida.

Sete longos dias de ausências
Profundas permanências,
Neste meu caminho.

Nada substituirá
O conforto do seu abraço
O aconchego do seu carinho.

Inimigo Pessoal

Imagem
Uns culpam o sol, outros a chuva.
Há os que culpam qualquer pessoa...
Alguém é o culpado disso ou daquilo, dessa desordem que você escolheu.
Poucos se analisam.
Poucos se reconstroem.
O mundo inteiro não seria capaz de resolver as suas culpas...
Existe um único inimigo!
Um inimigo feroz, presente, inseparável de você.
É o seu pensamento.
Sabotador, amigo de todas as horas, que sabe os seus pontos fracos e que os potencializa.
Esse insistente inimigo que despedaça seus sonhos, cria cavalos de batalha e não lhe deixa ver que há sempre uma luz no fim de cada túnel.
Não interessa se hoje o dia está nublado... O sol, mesmo invisível aos olhos, está reluzente entre densas nuvens.
Não permita o sangramento da sua alma!
O céu e o inferno estão dentro de você.
Cure os seus pensamentos, domine os seus monstros interiores e terá resolvido parte dos seus problemas.
A outra parte cabe ao Universo.
Parece fácil, e até seria... não fosse seu pensamento dizendo que é bobagem...
Bobagem mesmo é  o tem…

Sobre Suicidio

Cada um escreve sobre o que sente, como sente.
Ninguém pode decifrar ou tentar explicar o que o outro quer dizer
Resta a tentativa de entender
Ver as entrelinhas de cada frase.
A inspiração é única, pessoal, intransferível.
Cada um tem o seu modo operandi...
O que vale num texto é a mensagem...
Aquilo que preenche cada linha é parte de quem escreveu e em muitos casos coincide com quem lê, tornando-o parte do mesmo.
Faz tempo que o homem exprime o que sente através dos desenhos, hieróglifos, rabiscos...
O problema está nas interpretações de texto.
Disseram que o calendário Maia era o marco para o fim do mundo e não era... talvez fosse apenas alguém querendo externar seu mundo interior.
Acredito que muito mais importante do que tentar decifrar o que o outro quer dizer, seria enxergar a necessidade  que o outro tem em se colocar pro mundo.
Cada palavra, cada gesto, cada vírgula e até cada silêncio é uma mensagem.
Setembro é considerado o mês de atenção ao suicídio.  Quantos são os que bu…

Jardins...

Imagem
Os teus olhos foram pioneiros
Ao enxergar o melhor de mim. Excluíram meus defeitos, meus erros E cultivam flores para o meu jardim.
Achei que fossem cegos Por olhar tanto assim Para quem nunca viu Nunca sequer sentiu, O aroma de uma Rosa, O perfume do jasmim!
Era eu a única cega Que na ilusão dos dias vivi Sem saber a direçâo certa Do amor que sempre pedi.
E entre muitas floradas Estações que vem e que vão  Permanecem ainda seus olhos Nessa árdua empreitada De me exergar como um jardim Num campo de belas rosas carmim Nunca somente a olho nu, Mas como cabe ao coração!

Verdades Absolutas?

Amores vem, amores vão... você fica! E fica com o que restou daquilo que um dia sonhou. Das muitas desilusões que viveu, dos muitos sonhos que criou para si. Daquilo que achou que o outro realizaria contigo. Isso fica. Frustrações dos "achismos", onde o mal entendido ganhou força e floresceu. Onde os diálogos foram mortos em longos silêncios de conveniências. Isso fica e permanece. Vai levando consigo bagagens desnecessárias e olhando o próximo como quem revê o passado... Esquece de abolir as comparações, perde tempo, perde vida e vai transformando a realidade numa repetição de padrões. E não se dá conta do mal que faz a si mesma. O ciclo vicioso das verdades absolutas, onde se quer ter sempre razão, ser a dona da verdade. Onde o sentimento maior não é o mais importante, onde o que prevalece é a ambiguidade do Eu! Tudo passa, tudo muda, tudo se transforma.  E o que não segue o fluxo, estagna. A vida não é inflexível e não aceita inflexibilidade. Tudo é cíclico, mas também é …

O Amor...

Imagem
Os primeiros acordes do dia,
Trazem consigo a esperança
De que tudo será mais brilhante
Como ao ouvir os acordes mais vibantes
De uma grande sinfonia...

E posso sentir a tua mão entre as minhas
Num caminhar mais confiante
Com passadas de quem poderá vencer o mundo
Num piscar de olhos, num instante.

Sem o compromisso da promessa
Sem a rotina que engessa...

Num combinado sem palavras
De somente um dia por vez!

E cada acorde vai enfeitando
Cada obstáculo do caminho
Trazendo a confiança
De que nada é somente espinho...

E no calor da sua mão na minha
Posso finalmente dominar
O monstro que em mim habita
E a tudo vencer ou suportar
Por ter o amor da minha vida
Ao lado, mesmo distante
Tão presente e vibrante
No abraço da chegada ou da despedida!

Não importa quantas vezes
Por saber que o amor existe
E por isso e só por isso
Viver do amor que a tudo resiste!

Pegadas

Imagem
Meus pés agora desnudos
Tocam a areia ainda quente
De um dia ensolarado,
De corpos suados,
Sonhos ardentes.
Tocam o solo arenoso
Ainda molhado
De águas agora mais mornas.
Vão se deixando ficar
Em pegadas não tão profundas
Num rastro do dia que vai...

Como em névoas que cobrem a estrada
Num nevoeiro do orvalho que cai!
Deixo rastros como quem morre
Num constante seguir desta vida
Vou sem rumo, talvez ao norte
Indo de encontro a morte
Olhando o despedir do dia!

Deixo rastros, pegadas...
Lembranças de muito tempo
Rostos, conversas, risdas
Como num uivo do vento
Que passa... que esfria... que para!


Alienada

Assistia aos milagres diários sem se dar conta,
Num constante ausente de si mesma.
Era viajante sem destino, como criança teimosa
Que esquece de calçar os pés...
Vivia entre os espinhos sem ver
O delicado de cada criação

Era enganada pela doce ingenuidade
De crer que o humano nunca mentiria
Sentindo-se  parte de uma grande mentira!

Uma tola, aspirante à vida!
Sem meios de se suster.
Menina sem coerência, alienada
Por si mesma desgovernada,
Numa busca desenfreada
De si, de tudo, sem  saber o que.

Assistia aos outros... não se via
Tinha trave nos olhos, por ser tão pura
E perdia muito de si
Por apenas, sobreviver.

Única

Imagem
Ela não sabia dos extremos...
Vivia pelas margens de si mesma
Numa retórica improvável de incoerências.

Ela não sabia das incertezas...
Vivia de absolutas e exatas,
Esquecida de que humanos erram.

Era a protagonista de uma única fala
Onde um imenso universo de contradições
Não cabia!

Ela era o inverso de suas palavras tão rebuscadas
Uma incógnita, feita de ácidos melosos e cortantes
Como vidro perfurante e mortal.

Era o esteriótipo da garota ou me ame ou me deixe
Num complexo reflexo do que não saberia explicar.

Ela era o que achava que via de si mesma
Nem sempre santa, sem sempre perdida
Apenas uma imagem refletida,
Num inconstante buscar de si.

Era o que ninguém poderia ser
Por ser única!

É Deus...

Imagem
E eu olho para o céu
Na imensidão de uma noite estrelada
E vejo a Tua mão!

E eu olho para o mar
Num iluminado dia de verão
E sinto a Tua benção!

E em tudo que há
Tudo que eu posso sentir e tocar
Lá está a Tua Presença!

E eu toco o chão
E sinto a Terra...
Ouço os sons,
E percebo o milagre que sou!

E eu te sinto em mim!

E na imensidão do Universo
Nas constelações que nunca verei
Nos infinitos tão bonitos
Que há por aí...
Bendigo a Tua benevolência!

E não há quem possa explicar tanta perfeição!
Não há quem decifre até não haver perguntas a responder
Pois Tu És!

E na contemplação dessas bençãos
Te louvo a cada dia
Pela magnifica experiência de a Ti pertencer!
Louvado seja Tu, oh Deus!

Embriaguez

Imagem
Os meus olhos enevoados
Na embriaguez de te ver...
Para que serve a lucidez
Senão, para fazer sofrer?
Ando em passos trôpegos
Num zig e zag de não sei o quê
Bêbada, sem direção
Num desvairado descompasso
De ouvir você dizer

Vozes que não sei de onde
Surgem para me atormentar
Dizendo o que não quero ouvir
Num desiludir de não alcançar
Os passos que somem à frente
Em constantes ausências
Como num breve piscar!

Ando embriagada
Numa louca velocidade
Onde me perco em cada estrada
De braços frios como a eternidade
Num emaranhado de palavras
Que nada dizem, somente ecoam.

Num mundo líquido, entre gins...
Fujo de tudo, até de mim.
Não me deixo em qualquer esquina
Não me abandono na calçada
Bebo com a classe das meninas
Loucas, santas, vadias, cansadas
De olhos vendados.
De saias curtas
Tão verdadeiras como qualquer uma

Afogo minhas mágoas!
Todas elas...
Nesta infinita aquarela multicor
Onde não vejo ninguém
Somente você
Nas imagens distorcidas
Dos meus olhos embevecidos

E viajo em ondulações d…

Sozinhos

Imagem
Tem coisas que passamos em silêncio, sozinhos.
Num reconhecimento quase que mortal da nossa incapacidade, em não ter como mudar o que não está em nossas mãos...
Ficamos mudos.
Talvez reféns de um medo que não tem explicação.
E como explicar que os dias serão encurtados? Que nos despedimos a cada dia um pouquinho...
Nascemos sabendo qual será o final, mas nunca estamos preparados.
A sensação da inexistência é um grande castigo para quem ama a vida.
E todos nós, um dia passaremos por isto.
Não saberemos mais como é sentir o vento na pele.
Não poderemos contemplar o voo solitário do pássaro.
Não sentiremos o abraço daqueles a quem amamos e com quem convivemos.
Seremos uma lembrança nas memórias de alguém, nada mais.
E nós... nós seremos pó! Poeira cósmica em alguma parte remota do Universo!
É a tão esperada volta para casa...
E partiremos com muita saudade do que vivemos e do que nunca iremos saber como é.
Tem coisas que passamos mesmo sozinhos...
Sentimentos que nunca diremos a ninguém, …

Sob o olhar da Maturidade

A maturidade nos trás novos olhares.
Passamos a enxergar diversos pontos de vista sobre um mesmo assunto. Nem sempre sob a ótica da razoabilidade, às vezes apenas para simples constatação.
O fato é que amadurecer é em sua essência, um despertar.
Não se culpe caso perceba o quanto estava enganada sobre o que pensava ou sobre si mesma. Até porque a culpa não trará mudanças, somente um peso desnecessário.
Vale mais a reflexão do que o arrependimento.
Pela análise do que fizemos, evitamos repetir os dissabores do passado. O que somos é a soma desses erros. Num emaranhado de acertos quase despercebidos, tamanho são os dedos que sempre apontam o que não deu certo.
Houve um tempo em que viver era mais simples, onde a pessoa nascia, crescia e morria sem tantas conjecturas disto ou daquilo.
Hoje, existe uma definição científica para cada sentimento, para cada aflição e não somos mais saudáveis e felizes por isso.
Vivemos numa teia de aplicativos tecnológicos, tentando elucidar por fora o que e…

Quer Casar Comigo?

Imagem
Eu não sou um par perfeito
Não sei falar inglês
Não faço tudo que poderia fazer
Não sei dizer as coisas que você quer ouvir
Não. Não quando você talvez precise...
Falo quando sinto,
Mas sou sincera
Admiro o pôr-do-sol
Ando de mãos dadas...
Curto música!
Talvez minha especialidade não seja a sua
Mas podemos unir alguma coisa
A minha imperfeição talvez precise da sua
Nada é eterno. Eu posso melhorar!
Não faço promessas... não tenho como cumprir!
Mas eu conheço alguns atalhos...
Posso fazer você sorrir!
Posso abrigar o seu corpo num abraço
Dar os beijos que você sonhar
Acordar de conchinha e sentir o seu calor
Talvez dure...
Ou talvez haja pedras no caminho
Podemos fazer castelos... podemos construir pontes
Todas  as pedras tem utilidade
Eu não tenho grana
Não tenho mais do que eu mesma para oferecer
Talvez você esteja precisando de mim
Alguém desprovido do mundo
Com necessidades especiais
Que quer segurar a sua mão
Que deseja seguir contigo...
Quer casar comigo?

Contrato

Imagem
Nossas cláusulas nunca foram da simplicidade.
Nunca foi apenas sentir.
Sempre vivemos de extremos...
O tudo e o nada, oito ou oitenta.
Vivemos na intensidade do que sentíamos,
Entre idas e vindas, entre subidas e descidas
Entre emoções.
Nossos contratos foram rompidos e refeitos
Num cadafalso de súmulas e adendos.
Fomos reformulando para não romper.
Fizemos contratos sem testemunhas...
Rasuramos linhas inteiras, retiramos vírgulas
Fomos intransigentes e exigentes.
Nossas cláusulas eram convenientes...
Fizemos contratos sem duração que permaneceram eternizados
Éramos transgressores.
Nossas direções se fundiam e se repudiavam
Extremos inteiros de sonhos, desejos e delírios.
Talvez tenhamos errado na súmula...
Talvez tenha sido o cartório...
Aquele tabelião não estava num bom dia!
Façamos um outro contrato...
Uma única cláusula, então!
Amar e amar somente... sem tantas preliminares
Mas com as exatas!
Num arroubo maravilhoso de um beijo
Para selar o único ato válido da vida
Que é somente, …

Tempo de Amar

Imagem
Há quem busque classificar o que sente
Há quem simplesmente apenas sinta
O amor que deveras finca
Não somente ao lado, mas dentro da gente!

Há quem veja o amor
Há quem sinta a primeira vista
Outros dizem que gera dor
E por sentir a dor, nunca insista.

O tempo passa sempre na vida
E o que fica na lembrança, eterniza
O amor que na mente inferniza

Pulsante é o que permanece
Nunca antes havia sentido
O amor que escolhe a gente
Unindo o que estava perdido!

Ego e Felicidade

E não foram felizes para sempre!
Nos desencontros premeditados.  Nos agressivos devaneios  Nas batalhas do ego. Não foram felizes devido aos mármores e granitos do banheiro... tão belos quanto frios! Não foram felizes pela falta de compaixão a dor do outro... insensíveis e egoístas, míopes admiradores do próprio umbigo.  Empenham-se num acirrado cabo de guerra. Vivem de extremos.  São presas fáceis de egos inflamados e cegos. Não foram felizes por terem objetivos diferentes. Por manterem a mesma postura diante de situações que se repetem.  Por insistirem em olhar em direções contrárias.   Por não estar a disposição do amor. Vale mais o debate, a cozinha gourmet... o novo carro, a conta bancária.  Vale mais o debate desgastante do que  aceitar o pedido de desculpas do outro.  É preferível ferir.  Não querer saber da saúde do outro porque é conveniente não saber.  E querer que o outro perdoe tudo é somente demarcação do poder. Não foram felizes para sempre nem poderiam... nunca o seriam…

Todas as vezes que amei você.

Imagem
Foi num abraço qualquer Num silêncio cheio  de palavras Numa troca de farpas. Foi numa praia no meio do nada Num caminhar de mãos dadas...
Foi numa noite de céu estrelado Numa madrugada de chuva fria Num deserto de distâncias Num momento em que  você sorria.
Foi entre ontem e amanhã Talvez seja hoje ou algum dia...
Foi num beijo mais sereno Numa entoada de melodia Foi numa dessas esquinas da vida Onde o sol faz moradia.
Foi num acaso, numa estradinha Onde a lua tem reflexo de prata E as estrelas são miudinhas.
Foi quando vi os seus olhos E senti sua alegria Nos batuques dentro do peito Onde o mundo é mais perfeito E a vida tem harmonia.
Foi assim... todas as vezes que amei você! Sem muito alarde ou simetria! Debaixo da árvore, em cima da pia...

Suposta Saudade...

Imagem
Tenho sentido uma suposta saudade
Daquilo que suponho deveria ter sido
Nos complexos reflexos irrefletidos
Daquilo que sonhamos viver.
Nos inversos versos incompreendidos
Que num inverso de sonhos esquecidos
Nunca saberemos dizer.
E uso de palavras esquisitas
Num desalinho de parágrafos vãos
Para que não entenda nas entrelinhas
As saudades tão suas quanto minhas
Que palavras  nunca lhe dirão.
Tenho sentido saudade de um som,
Antes presente; entre muitas noites e dias quentes
Um som de risada feliz que era a gente
Talvez nunca tenhamos ouvido isso
Talvez tenha sido somente ilusão
Coisas que a mente inventa
Para alegrar o coração.
Tenho sim, sentido saudades
Das supostas viagens que nunca faremos
Dos descasos, embaraços, distrações
Daqueles planos loucos e sem sentido,
Cheios de riscos e tentações
Talvez seja apenas um traço do triste fiasco
Que fomos eu e você...
Ou quem sabe seja  a mente,
Que traiçoeira, vem dizer...
Que tudo ainda insiste no inconsciente
Do que queríamos ser.
Essa su…

Cegueiras

Imagem
"O pior cego é o que não quer ver!"
E quantas coisas deixamos passar despercebidas?
Entre buzinas e engarrafamentos, não percebemos a sinfonia da vida.
A cegueira de olhos sãos!
Como quem vê, embora não perceba.
O pássaro que pousa num galho, o vento e o delicado das folhas.
Os privilégios gratuitos do dia a dia...
Aquela orquestra que toca desafinada pela manhã,
Aos ouvidos lúcidos mas tão surdos que só conseguem se irritar...
Não compreendendo o que a melodia significa.
Ali está o emprenho do homem que mesmo mal remunerado
Luta para algo ao mundo doar
.
O legado de uma utopia!
Eis que ninguém dá valor
Ao sonho do autor
Que versos compõem em rimas!
As cegueiras diárias que roubam alegrias
Que turvam os dias com nuvens sem cor
Onde o brilho de tudo é cinza
Onde o ódio substitui o amor.
Triste é o homem que tendo olhos não vê
O esplendor da vida, o milagre de viver!

Sobre Perguntas e Respostas

Imagem
Passei  muito tempo na vida acreditando em coisas como se fossem absolutas.
Desperdicei tempo e energia com crenças limitantes, as quais eu achava que estavam certas.
Encontrei gurus, mestres, doutores... todos cientes de técnicas e culturas as quais eu também poderia saber ( se o que eu estivesse procurando não fosse a comodidade das respostas).
Sim, é a verdade.
Fiquei por muito tempo na comodidade das respostas prontas. Esqueci ou simplesmente ignorei as minhas perguntas. Era melhor saber pelos outros aquilo que eu mesma poderia obter como resposta dentro de mim.
E assim caminhei até não suportar a vida que estava tendo.
As respostas alheias não eram as minhas!
Essa é uma verdade Universal!
Ninguém poderá lhe dizer como agir, como sentir, como pensar.
As perguntas dos outros tem respostas para os outros, não para você!
Cada um de nós somos únicos e por este motivo somos tão diferentes.
Temos necessidades diferentes. Somos seres com individualidade e necessidades diferentes, mesmo qu…

Para Minha Mãe

Ah, minha mãe... que saudades de você!
Queria deitar no seu colo agora
Sentir o seu toque nos meus cabelos
A segurança doce e firme dos seus carinhos...
Ah, minha mãe...
Os anos passam mas a saudade continua!
Que vontade de contar tantas coisas a você...
Dizer o quanto os seus conselhos me fazem falta!
Queria dar um abraço bem gostoso...
Daqueles que não se tem mais vontade de sair.
Ouvir o som compassado do seu coração!
Você se foi tão cedo...
Tantas coisas que não foram ditas
Os netos que não conheceu...
Os risos que nunca mais deu!

Ah minha mãe... que saudades eu sinto!
Belas tardes de domingo... tantas alegrias...
Eu queria dizer o quanto lhe sou grata
Por tantas coisas que hoje eu aprendi...
Você me ensinou a ser forte, no momento em que partiu!
E sempre que me lembro dos seus olhos
Sinto como se ainda cuidasse de mim!
Acho que herdei sua alegria... seu riso alto e satisfeito com a vida
Quando de repente cantarolava na cozinha...
Tantos cheiros ainda sinto
Nessas lembranças de vo…

Aprendizagem.

Imagem
Os piores momentos da vida passamos sozinhos!
No interior de nós mesmos.
Perdidos em pensamentos, em sentimentos conflituosos, sem chão, sem rumo, desorientados.
Ficamos na corda bamba literalmente.
Ninguém saberá descrever a nossa dor, por que a dor de cada um é diferente...
Não adianta chorar, por que até mesmo as lágrimas um dia cessarão.
O turbilhão de emoções e sentimentos também.
Passaremos pelo vazio de nada sentir, por não saber exatamente onde estamos na vida.
Ficaremos olhando o passado como se pudéssemos encontrar todas as respostas...
Ledo engano. Não há como responder no momento.
Só muito mais tarde é que saberemos o que houve... ou não!
Nem tudo na vida tem explicação.
As vezes só tínhamos que passar por aquilo como aprendizagem, crescimento, evolução.
Queimar o karma!
Talvez tenhamos mesmo é que olhar para frente, traçar outros rumos, criar metas.
Aprender que o curso diário é somente um dia após o outro.
Nada será da mesma forma ou semelhante.
O modo como escolhemos am…

Desapego

Não acredite nas suas mentiras
Aquelas velhas certezas as quais se apega para justificar seus atos.
Amor não correspondido é nulo!
Não perca seu tempo tentando recuperar o que nunca existiu.
Se não viveu, não era seu!
Desapegue-se do ego que insiste em tentativas insistentes e dolorosas.
Tenha amor próprio!
Ninguém ama quem não se ama!
Pare de justificar suas intenções, com desculpas e variantes do mesmo!
Não existe nada pior que o engano!
Não engula mais estes sentimentos... desapegue-se!
Pare de insistir e verá que existe outras possibilidades.
Pare de dar crédito ao seu ego ferido, onde você quer acreditar que seria possível.
Não seria! Não será!
Ninguém é obrigado a estar contigo se não quer
Quando há reciprocidade, quando há vontade, as coisas se resolvem por si só.
Não minta para si mesmo... Não!
Aceite que a vida é feita de ciclos e que você está perdendo oportunidades, por insistir numa velha história.
Olhe para a vida pelos olhos da razão.
Veja o quanto foi perdido, o quanto …

Mantra!

Imagem
Eu quero Eu posso  Eu consigo! Eu já tenho Eu tomo posse Eu entrego ao Universo Eu recebo Eu aceito Eu agradeço Eu mereço! E a vida flui como o reflexo daquilo que se tem na alma Exprima seus bons sentimentos Sinta a brisa como carícia Veja a vida! Aceite o que não pode mudar Mude o que conseguir Seja leve! Cumpra os ciclos. Feche as portas que não levam a lugar algum Recomece de onde está Não olhe para trás, você não está mais lá! Nada será como antes, nunca! O filme perde o glamour quando visto várias vezes Hoje é o dia! A vida é agora. Crie o seu dia feliz, Viva-o! Contemple a si mesmo Veja a fagulha Divina em si mesmo Experimente ser o que o seu pensamento cria Dê chances a si mesmo Ame-se! A vida retribui conforme você constitui. Os sonhos são seus O inferno também! O paraíso é uma questão de ponto de vista. Eu posso e mereço o que eu crio e entrego ao Universo Um mantra nada mais é que a afirmação do inconsciente Sobre as possibilidades que desejamos. Somente o que é nosso perman…

Vejo Você!

Imagem
Eu vejo você...
Nas linhas sinuosas de cada montanha
Nas tardes frias de inverno
Nos verões de muitos risos
Eu vejo você!
Vejo seu olhar pra mim
Toco a sua pele um instante
Tão tênue que foi somente miragem
Eu vejo seus cabelos voando ao vento
Sua boca articulando palavras
E é como um filme bom
Faço carícias sem nenhum toque
Sinto a pele arrepiar
O frio doce no estômago...
Eu vejo você em mim
A cada reflexo meu num espelho
São os teus olhos que eu vejo.
A sua voz é a melodia mais premiada
Um assopro de alegria
E eu sorrio mais feliz
A cada vez que vejo você
Numa esquina qualquer
Como um fantasma a me acompanhar
Um milagre que sinto acontecer todos os dias
Eu vejo você
E não preciso de fotografias
Vejo na doçura dos meus próprios olhos
Nos sonhos que ainda não esqueci
Nas tarde de sol numa praia qualquer
Vejo o amor que ainda sinto
Nas belezas que me acompanham.
Vejo você!

Devaneio

Imagem
Sinto pungente e pulsante a vida que corre em minhas veias
Como o vento que corta entre folhas e florestas
Num arroubo de paixões!
Sinto a pele fria, o riso largo
A mente sã! Sinto a noite, vejo o dia
Vivo entre estradas sinuosas
De muitas vidas
Muitas idas
Entre curvas, dias, partidas!
Sinto o gosto do vinho dos teus lábios
Nos suores que trocamos entre os lençóis...
Virginal, visceral!
Urgente... Carnal, indecente
Sinto o pungente de nós
Entre muitos sóis, muitos nós!
É a vida que urge em minhas veias
Nos desencantos e prantos
Nos abraços ternos e apertados
Nos risos soltos,
Na beleza dos teus olhos!
Carnal... pungente
Valente e fraternal.
Como a lâmina que corta o pulso
Como a estrada que não chega ao fim
Sou eu:  Assim...
Neste meio de tudo
Confuso, perdido, dentro do casulo
De tu, de mim...
Sinto... como a água que molha o teu corpo
Dourado, seminu... delicado!
Num devaneio talvez.
Num louco e delirante desejo de nunca partir!

Por Um Fio

Imagem
Quantas chances precisamos nos dar?
Entre tantos desencantos, tantas lágrimas e prantos.
Vamos navegando nos desencontros.

Por um fio... no calor, no frio!
Sem destino, em desatino
Entre silêncios e gritos.

Deixamos um pouco de nós nos outros
Carregamos o fardo da dor por consolo.

Aquele abraço que nunca foi trocado
O beijo que deixamos pra lá...
O tempo negligenciado,
O amargo do amor, sem amar!

Quantas chances? Quantas mais?
Num enlace pra sempre selado
Do que não vamos saber

O gosto do gozo negado
Os sonhos que não vamos viver!

O Jogo da Vida!

Imagem
Compare a vida a um jogo de vídeo game,  cheio de fases com infinitas possibilidades, obstáculos, prêmios, fases difíceis, fases fáceis...
Um jogo que exige inteligência, determinação, persistência, abnegação, paciência, dedicação! Um jogo que exige tempo.
Assim é a vida!
Corremos pra lá e pra cá, empenhados em garantir o sustento, querendo vencer os obstáculos, correr contra o tempo.
O jogo é intrincado, com muitas pistas falsas, cheio de ciladas, verdadeiros buracos negros.
E ficamos horas tentando vencer cada desafio... cada fase sem saída, cada quebra-cabeças, dados e roletas.
Encontre a bússola e encontrará o caminho...
Assim é a vida!
Um jogo de idas e vindas, cheio de lições que nem sempre conseguimos aprender e por isso repetimos os erros em outras fases.
Um jogo que exige atenção. Onde o maior inimigo pode ser você mesmo. Um passo em falso e vai tudo pelo ralo... como num campo minado.
A vida é um jogo muitas vezes complexo. Exige cálculos, exige método, exige superação.
Exis…

Tome as Rédeas.

Imagem
Todo mundo perde a fé num determinado momento da vida.
Seja por dificuldades, por motivos de doença, por abandono, por desespero... o fato é que, em algum momento nos sentimos só.
Nenhuma palavra é capaz de nos dar conforto ou inspiração.
Somos tragados pela inércia da procrastinação.
Não conseguimos mover uma palha por nós mesmos.
Ficamos questionando os fatos. Olhando para o passado como se pudéssemos mudar o rumo das coisas.
Achamos que Deus não existe! Se existe, não é justo...
As vezes desejamos tanto algo que, ao fracassarmos é como ter perdido tudo.
Bem... a verdade é que não perdemos!
Igualmente aquele velho ditado popular que diz: "vão-se os anéis, ficam os dedos" ainda temos a nós mesmos para recomeçar quantas vezes forem necessárias.
O que nos falta é coragem. Recomeçar exige força de vontade, engolir o nó na garganta e acreditar que pode ser feito um novo caminho.
Temos que buscar forças de onde não sabemos se existe. Motivar a si mesmo é algo quase impossível.
O…

Talvez...

Talvez me falte amor
Talvez não saiba amar
Talvez o jeito certo certo
Seja apenas admirar!

Talvez eu queira amor
Talvez eu queira amar
Talvez nada disso
Seja certo.
Talvez o certo seja parar.

Talvez eu saiba um pouco
daquilo que nem sei ainda
Talvez eu nem queira de fato ter ciência
Por ser mais fácil... não ter certeza!

Ou talvez a vida seja isso
O constante desiquilibrio
Equilibrado  em constantes e variantes
Daquilo que não se sabe
daquilo que não se quer
Por aquilo que se tem.

Dar a Volta Por Cima

Imagem
Dar a volta por cima! Como?
E quando se está no zero? Quando todas as possibilidades parecem não funcionar...
O que fazer? Como manter um pensamento positivo diante das dificuldades?
As vezes a vida parece que debocha da gente.
Os amigos somem, a doença chega e parece que tudo fica tão vazio...
Como ser uma pessoa resiliente e assertiva?
É neste momento em que tudo parece sem sentido e sem rumo que precisamos ser aquilo que admiramos nos outros. Extrair forças de si mesmo. Sair do fundo do poço!
Acreditar. Convencer a si próprio de que não há mal que dure para sempre.
Estabelecer uma conexão com o seu EU!
Tudo está dentro de nós, na mente, naquilo que pensamos, naquilo que cremos.
Muitos vencem o câncer porque acreditam que estão curados, estabelecem a cura por pensar nela.
Assim é a vida. Chegamos até aqui mesmo quando o desespero nos atinge em cheio.
A vida exige atitudes afirmativas.
Mas como estagnar o pessimismo? Como estabelecer pensamentos construtivos?
Acredito que o primeiro p…

Sequelas do 8 de Março!

Imagem
O dia oito de março passou... Dia Internacional da Mulher!  Teria sido mais uma data comemorativa, não fosse o "Bela, recatada e do lar! repetido descaradamente no discurso presidencial, embora disfarçado com outras palavras, mas no mesmo tom machista e patriarcal dessa velha e hipócrita sociedade em que vivemos. O discurso virou piada internacional. Mas olhando mais atentamente, fico me perguntando a respeito das sequelas disso.  Durante muitos anos, aceitamos este modelo familiar como ideal e aquelas que ousaram sair dos padrões pagaram o preço por sua rebeldia.  Hoje, século XXI, num mundo globalizado e tecnológico pensamos e avançamos em direitos e oportunidades... mas então, surge a moça queimada viva em ritual de exorcismo religioso na Nicarágua... um vilarejo perdido na selva, sem presença do Poder Público, onde a miséria é palpável e a religião impõe suas leis. Outra notícia que choca é saber que a cada quatro minutos uma mulher foi agredida no Rio de Janeiro no período d…