Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2017

Para Minha Mãe

Ah, minha mãe... que saudades de você!
Queria deitar no seu colo agora
Sentir o seu toque nos meus cabelos
A segurança doce e firme dos seus carinhos...
Ah, minha mãe...
Os anos passam mas a saudade continua!
Que vontade de contar tantas coisas a você...
Dizer o quanto os seus conselhos me fazem falta!
Queria dar um abraço bem gostoso...
Daqueles que não se tem mais vontade de sair.
Ouvir o som compassado do seu coração!
Você se foi tão cedo...
Tantas coisas que não foram ditas
Os netos que não conheceu...
Os risos que nunca mais deu!

Ah minha mãe... que saudades eu sinto!
Belas tardes de domingo... tantas alegrias...
Eu queria dizer o quanto lhe sou grata
Por tantas coisas que hoje eu aprendi...
Você me ensinou a ser forte, no momento em que partiu!
E sempre que me lembro dos seus olhos
Sinto como se ainda cuidasse de mim!
Acho que herdei sua alegria... seu riso alto e satisfeito com a vida
Quando de repente cantarolava na cozinha...
Tantos cheiros ainda sinto
Nessas lembranças de vo…

Aprendizagem.

Imagem
Os piores momentos da vida passamos sozinhos!
No interior de nós mesmos.
Perdidos em pensamentos, em sentimentos conflituosos, sem chão, sem rumo, desorientados.
Ficamos na corda bamba literalmente.
Ninguém saberá descrever a nossa dor, por que a dor de cada um é diferente...
Não adianta chorar, por que até mesmo as lágrimas um dia cessarão.
O turbilhão de emoções e sentimentos também.
Passaremos pelo vazio de nada sentir, por não saber exatamente onde estamos na vida.
Ficaremos olhando o passado como se pudéssemos encontrar todas as respostas...
Ledo engano. Não há como responder no momento.
Só muito mais tarde é que saberemos o que houve... ou não!
Nem tudo na vida tem explicação.
As vezes só tínhamos que passar por aquilo como aprendizagem, crescimento, evolução.
Queimar o karma!
Talvez tenhamos mesmo é que olhar para frente, traçar outros rumos, criar metas.
Aprender que o curso diário é somente um dia após o outro.
Nada será da mesma forma ou semelhante.
O modo como escolhemos am…

Desapego

Não acredite nas suas mentiras
Aquelas velhas certezas as quais se apega para justificar seus atos.
Amor não correspondido é nulo!
Não perca seu tempo tentando recuperar o que nunca existiu.
Se não viveu, não era seu!
Desapegue-se do ego que insiste em tentativas insistentes e dolorosas.
Tenha amor próprio!
Ninguém ama quem não se ama!
Pare de justificar suas intenções, com desculpas e variantes do mesmo!
Não existe nada pior que o engano!
Não engula mais estes sentimentos... desapegue-se!
Pare de insistir e verá que existe outras possibilidades.
Pare de dar crédito ao seu ego ferido, onde você quer acreditar que seria possível.
Não seria! Não será!
Ninguém é obrigado a estar contigo se não quer
Quando há reciprocidade, quando há vontade, as coisas se resolvem por si só.
Não minta para si mesmo... Não!
Aceite que a vida é feita de ciclos e que você está perdendo oportunidades, por insistir numa velha história.
Olhe para a vida pelos olhos da razão.
Veja o quanto foi perdido, o quanto …

Mantra!

Imagem
Eu quero Eu posso  Eu consigo! Eu já tenho Eu tomo posse Eu entrego ao Universo Eu recebo Eu aceito Eu agradeço Eu mereço! E a vida flui como o reflexo daquilo que se tem na alma Exprima seus bons sentimentos Sinta a brisa como carícia Veja a vida! Aceite o que não pode mudar Mude o que conseguir Seja leve! Cumpra os ciclos. Feche as portas que não levam a lugar algum Recomece de onde está Não olhe para trás, você não está mais lá! Nada será como antes, nunca! O filme perde o glamour quando visto várias vezes Hoje é o dia! A vida é agora. Crie o seu dia feliz, Viva-o! Contemple a si mesmo Veja a fagulha Divina em si mesmo Experimente ser o que o seu pensamento cria Dê chances a si mesmo Ame-se! A vida retribui conforme você constitui. Os sonhos são seus O inferno também! O paraíso é uma questão de ponto de vista. Eu posso e mereço o que eu crio e entrego ao Universo Um mantra nada mais é que a afirmação do inconsciente Sobre as possibilidades que desejamos. Somente o que é nosso perman…

Vejo Você!

Imagem
Eu vejo você...
Nas linhas sinuosas de cada montanha
Nas tardes frias de inverno
Nos verões de muitos risos
Eu vejo você!
Vejo seu olhar pra mim
Toco a sua pele um instante
Tão tênue que foi somente miragem
Eu vejo seus cabelos voando ao vento
Sua boca articulando palavras
E é como um filme bom
Faço carícias sem nenhum toque
Sinto a pele arrepiar
O frio doce no estômago...
Eu vejo você em mim
A cada reflexo meu num espelho
São os teus olhos que eu vejo.
A sua voz é a melodia mais premiada
Um assopro de alegria
E eu sorrio mais feliz
A cada vez que vejo você
Numa esquina qualquer
Como um fantasma a me acompanhar
Um milagre que sinto acontecer todos os dias
Eu vejo você
E não preciso de fotografias
Vejo na doçura dos meus próprios olhos
Nos sonhos que ainda não esqueci
Nas tarde de sol numa praia qualquer
Vejo o amor que ainda sinto
Nas belezas que me acompanham.
Vejo você!

Devaneio

Imagem
Sinto pungente e pulsante a vida que corre em minhas veias
Como o vento que corta entre folhas e florestas
Num arroubo de paixões!
Sinto a pele fria, o riso largo
A mente sã! Sinto a noite, vejo o dia
Vivo entre estradas sinuosas
De muitas vidas
Muitas idas
Entre curvas, dias, partidas!
Sinto o gosto do vinho dos teus lábios
Nos suores que trocamos entre os lençóis...
Virginal, visceral!
Urgente... Carnal, indecente
Sinto o pungente de nós
Entre muitos sóis, muitos nós!
É a vida que urge em minhas veias
Nos desencantos e prantos
Nos abraços ternos e apertados
Nos risos soltos,
Na beleza dos teus olhos!
Carnal... pungente
Valente e fraternal.
Como a lâmina que corta o pulso
Como a estrada que não chega ao fim
Sou eu:  Assim...
Neste meio de tudo
Confuso, perdido, dentro do casulo
De tu, de mim...
Sinto... como a água que molha o teu corpo
Dourado, seminu... delicado!
Num devaneio talvez.
Num louco e delirante desejo de nunca partir!