Aprendizagem.

Os piores momentos da vida passamos sozinhos!
No interior de nós mesmos.
Perdidos em pensamentos, em sentimentos conflituosos, sem chão, sem rumo, desorientados.
Ficamos na corda bamba literalmente.
Ninguém saberá descrever a nossa dor, por que a dor de cada um é diferente...
Não adianta chorar, por que até mesmo as lágrimas um dia cessarão.
O turbilhão de emoções e sentimentos também.
Passaremos pelo vazio de nada sentir, por não saber exatamente onde estamos na vida.
Ficaremos olhando o passado como se pudéssemos encontrar todas as respostas...
Ledo engano. Não há como responder no momento.
Só muito mais tarde é que saberemos o que houve... ou não!
Nem tudo na vida tem explicação.
As vezes só tínhamos que passar por aquilo como aprendizagem, crescimento, evolução.
Queimar o karma!
Talvez tenhamos mesmo é que olhar para frente, traçar outros rumos, criar metas.
Aprender que o curso diário é somente um dia após o outro.
Nada será da mesma forma ou semelhante.
O modo como escolhemos amar é o modo que atraímos o amor...
Então, que façamos as escolhas certas... com mais serenidade, com mais leveza.
Todo o redemoinho de hoje vai cessar! Assim que escolhermos de fato o botão do: Basta!
O coração vai aquietar, a mente vai se expandir, os pensamentos vão se ordenar...
Por que tudo passa!
A desordem íntima também.
Isso vale para perdas por morte e para perdas em vida!
Nós somos os únicos a permanecer... com feridas, com mágoas, com perguntas insolúveis, com teimosias desnecessárias... perdendo tempo com o que deixamos de viver.
Quando nos dermos conta da realidade, quantas coisas teremos perdido?
Então, o que  interessa de agora em diante é seguir em frente, de modo mais assertivo, sem tantas ilusões, com o pé no chão e a cabeça erguida.
Todos os dias é possível fazer coisas novas.
A pessoa mais importante de nossas vidas somos nós mesmos.
Assim como a água de um rio não passa pelo mesmo lugar duas vezes, assim deve ser a nossa aprendizagem na vida... não repetindo os erros.
Erre. Erre bastante, mas erre, erros diferentes!
Tome o prumo, acerte o rumo!
A vida pede que sejamos inabaláveis, mesmo quando sentimos que nos falta o chão... temos que trilhar os árduos caminhos do destino, entre armadilhas e abismos.
Não adianta nos vitimizar. Temos que tomar o leme nas mãos e enfrentar as tempestades como se fossemos mais fortes do que pensamos, pois o seremos!
Não adianta insistirmos em sermos observadores apenas, pois somos os protagonistas de nossas vidas, fazemos parte da cena.
Está em nossas mãos escolhermos naufragar ou ajustar as velas.
Temos que ajustar o binóculo para dentro de nós mesmos... enfrentar os monstros interiores de frente e eliminá-los.
Criamos a força através da dor.
Assim nascemos... sozinhos, imbuídos pela dor do parto, no afã de vermos o mundo e conseguimos!
A vitória trás histórias e toda história trás emoção!
O que nos acontece hoje é somente um preparatório do que nos aguarda amanhã.
É nessa solidão, onde nos vemos mais de perto. É assim que entendemos as nossas potencialidades.
Em quase todos os momentos da vida estaremos sozinhos, principalmente quando tivermos que aprender algo sobre nós mesmo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Sobre Abraços...