quinta-feira, 27 de abril de 2017

Desapego

Não acredite nas suas mentiras
Aquelas velhas certezas as quais se apega para justificar seus atos.
Amor não correspondido é nulo!
Não perca seu tempo tentando recuperar o que nunca existiu.
Se não viveu, não era seu!
Desapegue-se do ego que insiste em tentativas insistentes e dolorosas.
Tenha amor próprio!
Ninguém ama quem não se ama!
Pare de justificar suas intenções, com desculpas e variantes do mesmo!
Não existe nada pior que o engano!
Não engula mais estes sentimentos... desapegue-se!
Pare de insistir e verá que existe outras possibilidades.
Pare de dar crédito ao seu ego ferido, onde você quer acreditar que seria possível.
Não seria! Não será!
Ninguém é obrigado a estar contigo se não quer
Quando há reciprocidade, quando há vontade, as coisas se resolvem por si só.
Não minta para si mesmo... Não!
Aceite que a vida é feita de ciclos e que você está perdendo oportunidades, por insistir numa velha história.
Olhe para a vida pelos olhos da razão.
Veja o quanto foi perdido, o quanto está a perder.
Tempo é algo que não volta.
O que se sente pode ser transmutado, modificado, desde que se queira.
O outro não vai ceder só porque você assim deseja.
Ele não sente, ele não quer!
E ao parar com o apego você perceberá que melhor do que estar com ele, é saber que está bem!
Se você não está bem é porque optou por estar apegado.
Felicidade é algo que se sente só, para então, sentir ao lado de alguém.
Se você não é a sua melhor companhia, esquece!
Ninguém poderá lhe dar o bem estar interior.
Se é isso o que sente ao lado do outro, não é amor! É apego.
Você se apegou ao que o outro representa. A figura que você admira e que gostaria de ser!
Pare! Você é único! Você tem o seu valor!
O seu mundo exterior reflete o que você sente... portanto, se você está confuso, perplexo ou com a ideia fixa, então saiba que precisa encontrar seu equilíbrio.
Não se engane mais.
A escolha em continuar se iludindo, fingindo que uma hora dá certo é sua... mas saiba que as consequências também!
Ouça a sua razão. O coração é traiçoeiro.
O coração vê com olhos da ilusão...
Pare, ouça sua voz interior, aquela voz verdadeira que lhe diz exatamente aquilo que você não gosta de ouvir, mas que é a real.
Procure outros ares, reveja padrões, observe-se!
Você pode conquistar tudo que desejar, mas não pode impor aos outros a sua vontade.
Existe alguém lá fora a sua espera... em algum lugar!
Desfaça-se do apego excessivo no que somente lhe trás amarguras e frustrações.
Não atraia para si o que nunca será seu!
Aprenda das experiências!
Não repita o mesmo erro tantas vezes numa única história. Evolua!
Você está aqui para isso!
A obstinação por algo ou alguém é nociva.
Afaste as mentiras que a sua mente inventa a respeito do assunto e olhe para a vida como ela é.
Ninguém vai te amar se você não amar a si mesmo.
Pare de sentir medo, saia da zona de conforto.
Saia do comodismo da ideia de que só será feliz com fulano, é mentira!
Você já foi feliz sem ele!
O que acontece hoje é o ego ferido, o orgulho, o fato de não aceitar...
Você nem era tão feliz assim... havia sempre insatisfação, as mentiras que dizia a si mesmo para acreditar que um dia seria como sonhava.
Nunca foi!
Aceite o fim do ciclo, para que o novo possa vir.
Transfira o seu pensamento, transfira o seu sentimento...
Como quando alguém morre e temos que sobreviver, da mesma forma é com quem um dia nos deixou.
As pessoas partem, nós ficamos!
E não adianta querer algo que não se concretiza.
Você está perdendo a sua vida.
E a energia que você emite é a mesma que irá te acompanhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário! Mia Malafaia!