Todas as vezes que amei você.

Foi num abraço qualquer
Num silêncio cheio  de palavras
Numa troca de farpas.
Foi numa praia no meio do nada
Num caminhar de mãos dadas...

Foi numa noite de céu estrelado
Numa madrugada de chuva fria
Num deserto de distâncias
Num momento em que  você sorria.

Foi entre ontem e amanhã
Talvez seja hoje ou algum dia...

Foi num beijo mais sereno
Numa entoada de melodia
Foi numa dessas esquinas da vida
Onde o sol faz moradia.

Foi num acaso, numa estradinha
Onde a lua tem reflexo de prata
E as estrelas são miudinhas.

Foi quando vi os seus olhos
E senti sua alegria
Nos batuques dentro do peito
Onde o mundo é mais perfeito
E a vida tem harmonia.

Foi assim... todas as vezes que amei você!
Sem muito alarde ou simetria!
Debaixo da árvore, em cima da pia...


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Homem morre quando deixa de Sonhar!

Por Um Fio